Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

É concurseiro de Direito? Saiba por que a advocacia correspondente é uma excelente aposta

goo.gl/MDwYOL | Nos dias de hoje, vivemos em um mundo onde todos os procedimentos ganham contornos mais complexos e, na área jurídica, tal fato se expõe de maneira mais evidente.

No Brasil, a demanda judicial sofreu constantes mudanças com o passar dos anos, e o número de casos segue aumentando de forma assustadora. Em tempos mais antigos, com a limitação social, econômica e legal no acesso à justiça, era consideravelmente menor o número de indivíduos que recorriam à esfera judiciária na tentativa de solucionar seus problemas. Atualmente, isso já não é uma realidade – especialmente após a promulgação da Constituição Federal de 1988, surge um verdadeiro alívio no tão conhecido entrave judicial brasileiro, mais notadamente com o nascimento do princípio de acesso à justiça.

Ainda que consideremos esta demanda, é notável que o mercado jurídico passa por uma espécie de crise: muitos advogados em início de carreira terminam por se desmotivar diante de uma área saturada e escolhem o caminho dos concursos públicos. Você se encaixa nessa situação? Pois saiba que, na figura da advocacia correspondente, este mesmo mercado de difícil inserção pode sorrir para você. Quer saber por que essa pode ser uma excelente aposta enquanto você se dedica à sua rotina de concurseiro? Confira a seguir!

Praticidade e eficiência

Com essa nova realidade na área jurídica, tornou-se essencial a atuação dos advogados correspondentes. Eles são, nos dias de hoje, a solução ideal em termos de eficiência e praticidade, sendo muito utilizados por escritórios de grande e médio porte para a realização de diligências em cidades vizinhas, economizando tempo e dinheiro. Trazer celeridade aos casos é um desejo comum de toda a área de Direito, e esses profissionais são a resposta para muitos dos problemas que atravancavam o bom andamento legal.

Principais vantagens: por que essa é uma ótima opção para concurseiros?

Com o advento da advocacia correspondente, todos os envolvidos saem ganhando: o cliente, o escritório e, claro, o próprio advogado correspondente. Para os escritórios, como já dissemos, há o ganho de agilidade no cumprimento das diligências, a praticidade de contar com o trabalho de um profissional em outras cidades e a economia de tempo e recursos. Com isso, o cliente também será beneficiado com a celeridade no tratamento do seu caso.

“E por que atuar como correspondente pode ser uma boa opção para mim, que estou me dedicando aos estudos para passar em concursos?”, você provavelmente está se perguntando. Em primeiro lugar, ainda que para atingir seus objetivos você precise dedicar grande parte do seu tempo para estudo e cursinhos, é provável que tenha algum tempo ocioso e que complementar sua renda seria uma boa, certo? Pois a atuação como advogado correspondente te permite ter ganhos financeiros e adquirir experiência e renome na área, ainda que a advocacia não seja seu plano de carreira. É uma possibilidade de inserção no mercado e contato com grandes escritórios para aqueles que não chegaram a ter essa experiência, além de ser uma oportunidade de conquistar um dinheiro extra desempenhando uma atividade para a qual você se qualificou.

Dessa forma, a possibilidade de atuar como advogado de maneira autônoma e em horários flexíveis (que podem ser estabelecidos de modo a não prejudicar sua rotina de estudos) se apresenta como um excelente caminho para os concurseiros da área de Direito. Lembre-se de que a ampliação da sua network, além do ganho de experiência, sempre é uma vantagem – com a atual competição do mercado jurídico, ter um diferencial (e manter-se aberto ao leque de opções disponíveis) é imprescindível para quem deseja se destacar!

Características requisitadas

Para ser um bom advogado correspondente, você vai precisar ser versátil: a versatilidade já é sem dúvidas um importante diferencial para atuar na função. Nesse campo, é preciso sempre “correr contra o tempo” e ser o contato perfeito para escritórios que se localizam em outros estados. Eles buscam quem agilize o andamento das ações, tome as providências processuais cabíveis e tenha poder de adaptação às mais diversas situações do meio jurídico. Embora o mais recomendado seja trabalhar em horário comercial, muitos dos correspondentes seguem seus próprios horários (irregulares ou não) e conseguem ter bons resultados. A intimidade com aparatos tecnológicos como e-mail, gadgets e fax também é requerida, pois você precisará sempre estar em contato com seu contratante e isso deverá ser feito em segurança total, uma vez que as informações trocadas tendem a ser valiosas e confidenciais. Neste artigo, é possível conferir com mais aprofundamento quais são as atividades que este profissional pode desempenhar.

E aí, você é concurseiro e gostaria de aumentar suas receitas e adquirir experiência na área? A advocacia correspondente é exatamente o que você precisava!

Fonte: blog juriscorrespondente 

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!