Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

De um simples estudante à um bom profissional: saiba realmente como virar essa chave

goo.gl/gw9mFe | Todos nós, independente da idade que tenhamos, passamos boa parte de nossas vidas em uma carteira escolar, assimilando conteúdos, comprometendo-nos com entregas e prazos claros e recebendo uma “promoção” a cada ano.

Ao ingressar no mercado de trabalho, é bastante comum os jovens acreditarem que as mudanças serão mais sutis do que realmente são. Isso acontece porque nosso imaginário faz costuras interessantes: ele trabalha, na maioria dos casos, com aquilo que desejamos e com o que conseguimos observar na vida dos que já chegaram lá.

Então, benefícios como ter maior independência, ganhar o próprio dinheiro, ser rapidamente reconhecido para alçar voos mais altos lideram nossos pensamentos. Eles não nos levam a pensar no que de fato teremos de entregar para ganhar o bônus de ter virado a chave, de ter “virado gente grande”.

Na vida de estudante tudo é bastante previsível. Há provas de tempos em tempos, trabalhos, rotinas que podem ser planejadas sem grandes soluços.  Os colegas de sala mudam todo ano, mudam os professores e por vezes temos a chance de refazer provas ou trabalhos que não foram bem avaliados.

Já no mundo corporativo, a complexidade é outra. Por melhor que façamos nosso planejamento, há fatores internos e externos que podem fugir ao nosso controle. Prazos são alterados, projetos não recebem necessariamente uma “nota”, e as prioridades mudam ao sabor do mercado.  Muitas vezes não há uma segunda chance. Se não entregarmos o tal relatório no prazo ou não atingirmos as expectativas de nossos gestores, a cobrança será outra. Nem sempre é possível trabalhar com pessoas com as quais nos identificamos e nossas atitudes são avaliadas como parte de nossa entrega, de nossos resultados. Pois é. São mudanças significativas demais para o pouco espaço de tempo disponível para digeri-las.

A parte boa? Sim, ela existe. Se nos abrirmos para esses aprendizados e possibilitarmos essas rupturas, certamente atingiremos os benefícios falados aqui. Os sonhos que tivemos nos bancos da escola se tornarão realidade conforme virarmos a chave para acelerar nosso crescimento – pessoal e profissional. Acredite: vai valer a pena.

Fonte: catracalivre