Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Veja 16 super dicas e macetes para você estudar e aprender Direito da melhor maneira

goo.gl/nbUzSm | Fizemos uma grande pesquisa, com o objetivo de identificar as melhores dicas e macetes de Direito. Dessa pesquisa, surgiram as 16 dicas e macetes de Direito, dos melhores professores e alunos, para estudar e aprender Direito, que compartilhamos abaixo:

Aplique em seus estudos essas estratégias que tornam mais inteligente o estudo do Direito:

1 – Técnicas de aprendizagem são fundamentais em Direito

Direito é uma das matérias que mais exige de suas habilidades mentais. Você precisa ter boa concentração, ler muito, entender textos complexos e conseguir manter tudo que aprendeu bem arquivado em sua memória. Se esquecer o que aprendeu, terá que reestudar, o que gera trabalho dobrado. Por isso, não despreze de forma alguma o uso de técnicas eficazes de estudo, no estudo de Direito. Se não der atenção a isso, seus concorrentes lá fora darão e terão imenso prazer em ocupar sua vaga.

2 – Procure ser seletivo em seus estudos

Devido ao tamanho da matéria de Direito, é importante ser seletivo. Tenha sempre em mente o seu objetivo e estude apenas as partes do Direito importantes para seu objetivo. Caso esteja estudando para concursos, por exemplo, verifique no edital as leis da esfera que o concurso contempla: federal, estadual ou municipal? O Direito administrativo é o ramo do Direito público que estuda as regras e princípios que regulam as funções administrativas do Estado. Não há um código que reúna todas as normas administrativas. No caso dos concursos federais, é obrigatória a leitura da lei 8.112/90, que trata do regime jurídico dos servidores públicos federais, etc.

3 – Tempo para se acostumar com a matéria Direito

O tempo médio de quem nunca teve contato com essas disciplinas, para se acostumar com a linguagem jurídica é de três a cinco meses. O começo é bem complicado, mas não desista!

4 – Leve em consideração o seu vocabulário atual na hora de escolher os livros

O vocabulário jurídico possui termos bastante específicos e os livros de faculdade são bastante complexos em seu conteúdo e vocabulário. Sendo assim, para compreender melhor os conceitos de Direito, procure por livros numa linguagem mais apropriada ao seu vocabulário.

5 – Adquira um dicionário jurídico

Adquira um dicionário de Direito, digital ou impresso, que facilite a compreensão dos termos jurídicos. A compreensão das palavras, facilita o entendimento das idéias, por isso, no inicio de seu estudo de Direito, verifique frequentemente o dicionário jurídico, até que tenha adquirido um bom vocabulário.

6 – Sinta prazer em aprender Direito

Devido a essa complexidade natural do Direito, é importante estar motivado para estudá-lo e uma excelente dica nesse sentido, é procurar perceber como o conhecimento jurídico fará bem a sua vida, ao conhecer mais a fundo seus Direitos e deveres, além das regras e normas estabelecidas. Diga frequentemente a si mesmo coisas como: "Adoro aprender Direito". "Ao estudar Direito passo a conhecer mais a fundo meus Direitos e deveres e passo a saber quais são as regras e normas da sociedade, estando melhor preparado para agir e me defender quando preciso".

7 – Não permita que a matéria de Direito o intimide!

Coloque na cabeça que você vai aprender absolutamente tudo que precisa saber de Direito e que tem a capacidade para entender e memorizar todas as leis, normas, constituições, etc. Diga frequentemente para si mesmo: "Eu sou capaz de entender e memorizar tudo que preciso do Direito", "A cada dia que estudo aprendo mais e mais sobre Direito e a cada dia aprender Direito se torna mais fácil".

8 – Como começar a estudar Direito

O Direito constitucional é a base das demais modalidades do Direito porque estabelece as regras fundamentais de funcionamento do Estado. Sendo assim, comece a estudar pelo Direito constitucional porque boa parte do conteúdo de Direito administrativo só vai aprender se tiver boa base no constitucional.

9 – Tenha uma visão geral sobre as diversas leis existentes

Para compreender as leis e teorias, primeiro devemos buscar entender as linhas gerais e os pontos mais relevantes do texto que contém as leis. Após ter uma visão geral das leis, procure se aprofundar numa lei especifica através desse texto ou de outro, caso contenha mais informações.

10 – Conheça profundamente as normas

Compreenda a sistemática da Constituição. Os títulos são divididos em capítulos, e dentro dos capítulos, divididos por seções, estão os artigos, que trazem as normas. Os artigos são distribuídos entre parágrafos, incisos e alíneas. Após isso, estude um livro de Direito constitucional voltado para concursos (caso esse seja seu interesse). Esses livros explicam o que é a norma, mostram as aplicações e trazem as decisões relevantes do Supremo Tribunal Federal envolvendo a lei.

11 – Fazendo a primeira leitura em Direito

Inicie a leitura em Direito constitucional no artigo 5º (Direitos e Garantias Fundamentais) por ser considerado o artigo mais importante e o que dá base aos outros.

12 - Fique por dentro dos concursos atuais

Se você está estudando para concursos, procure ficar por dentro das leis estaduais e municipais, o candidato pode procurar o órgão para o qual ele vai prestar concurso e pedir o conteúdo das normas. Em especial estude a lei 8.112/90, mesmo que vá prestar concurso na esfera estadual ou municipal. Os estatutos dos servidores são semelhantes e o federal é muito bem escrito. A sistemática das leis de servidores é a mesma e é bom para o estudante ter contato com a legislação.

13 – Tenha um livro bem completo sobre Direito administrativo

Tenha um livro sobre Direito administrativo direcionado para concursos porque ali encontrará as leis mais importantes, a jurisprudência e as doutrinas mais relevantes.
Obs. Caso você tenha realmente o interesse em mergulhar no mundo jurídico e exercer profissão nessa área, é totalmente recomendável o uso de livros de faculdade, pois ajudarão bastante em seus objetivos.

14 – Faça uma apostila de leis e códigos

Para facilitar o aprendizado, procure na internet pelas leis e códigos, imprimindo cada uma delas e em seguida fazendo uma apostila. Baixe da internet as leis constitucionais e federais e também diversos códigos no site www.planalto.gov.br. Já as leis de outra esfera, procure nos sites da Assembleia ou Câmara Legislativa. Porém, nunca se esqueça de consultar constantemente as leis nos sites citados para ver se não ocorreu atualizações.

15 – Faça anotações que facilitem a compreensão da lei

Faça anotações de cada lei numa linguagem simples, facilitando assim a compreensão de cada uma. Procure fazer essas anotações sobre o próprio livro estudado ou na apostila que você criou, para que toda vez que for consultar, possa visualizar também uma breve explicação da lei. Faça isso, de preferência usando um lápis. Outro tipo de anotação que está se tornando bastante popular entre os estudantes de Direito é o uso da técnica do mapa mental. Uma técnica que facilita a organização de seus resumos e a memorização dos mesmos. Se buscar, irá encontrar na internet muitos mapas mentais de Direito prontos.

16 – Antecipação dos estudos de Direito para concursos

Caso esteja se preparando para um concurso, em relação ao Direito constitucional, alguns dos temas mais cobrados costumam ser os princípios fundamentais (art. 1º ao 4º), Direitos e garantias fundamentais (art. 5º), Direitos sociais (art.6º ao 11º), o sistema tributário nacional (art. 145 a 162) para a área de fiscalização. Em Direito administrativo, é recomendável estudar os artigos 37 a 41 da Constituição, princípios e organização da administração pública, atos administrativos, lei 8.112/90 (para concursos federais) e lei 8.666/93, dentre outros.

Fonte: comoaprenderestudar