Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Você não é muito atento aos editais? Veja 4 passos para dominar o edital de um concurso público

goo.gl/ftV9rU | Professores e especialistas em concursos públicos são quase unânimes no diagnóstico: a vasta maioria dos candidatos não presta atenção suficiente aos editais.

Para Rodrigo Menezes, diretor do site Concurso Virtual, a razão é cultural. “Desde criança, o brasileiro é acostumado a brincar sem ler as regras do jogo e usar eletrônicos sem ler o manual de instruções”, diz ele.

O hábito de dispensar explicações prévias é tão enraizado que se manifesta até quando o assunto é tão sério como um concurso.

Não que toda a culpa esteja nos ombros do candidato, observa Gladstone Felippo, que dá aulas no curso preparatório Universo do Concurso.

“São documentos muito longos e até prolixos. O aluno acaba se preocupando mais com apostilas e livros preparatórios do que com as 40 páginas do edital”, afirma o professor.

No entanto, estudar o edital está longe de ser perda de tempo. Segundo Menezes, ignorar um mero parágrafo do texto pode eliminar até os candidatos mais preparados.

Veja a seguir 4 passos para usá-lo a favor do seu sucesso:

1. Busque o edital do último concurso

O intervalo entre a publicação do edital e a primeira prova costuma ser curto. Segundo os professores consultados, o prazo mais comum costuma variar de 45 a 60 dias - um tempo irrisório para se preparar para um concurso.

A dica, portanto, é procurar o documento do ano anterior e começar a estudar com antecedência. “O edital mais recente serve apenas para apresentar uma ou outra novidade em relação à ultima prova", explica Rodrigo Lelis, professor do Universo do Concurso.

Todo esse material pode ser encontrado no Diário Oficial da União, bem como nos sites das bancas organizadoras e entidades responsáveis pelo concurso.

2. Entenda a estrutura geral do documento

De acordo com Menezes, a seção mais básica de um edital é a das disposições preliminares, que apresenta a banca organizadora, o regime jurídico dos cargos oferecidos (estatutário, celetista etc), o local das vagas e outras informações básicas.

Em seguida, costumam vir a relação de vagas oferecidas e as exigências para se candidatar. “Não cumprir um único requisito impede a posse em caso de aprovação”, alerta o especialista.

O edital ainda inclui tópicos que indicam as datas e etapas do concurso, instruções para a inscrição e os critérios de avaliação da banca. O conteúdo cobrado nas provas muitas vezes aparece no anexo.

3. Leia e releia criteriosamente cada seção

É importante ter uma visão geral do edital, mas isso não dispensa o candidato de voltar ao texto outras vezes com o olhar aguçado para os detalhes.

Repetir a leitura ajuda a perceber minúcias que podem fazer toda a diferença, diz Felippo. E a atenção deve valer da primeira à última vírgula. “Não ignore as disposições finais do edital, porque quase sempre ali se esconde uma informação muito útil”, afirma o professor.

Se houver dificuldade para decifrar algum ponto, a dica é buscar um professor ou especialista experiente na tarefa. Mas não há motivo para nervosismo, diz Lelis, porque a linguagem do edital costuma ser bastante clara.

4. Elabore um resumo das informações

Segundo Marcus Bittencourt, advogado da União e especialista em concursos, o edital deve servir como um “mapa” para a conquista da vaga. “É um instrumento feito para sempre acompanhar o candidato durante os estudos”, afirma.

Mas, na rotina frenética da preparação, você provavelmente não terá tempo para consultar as dezenas de páginas do documento.

O ideal, então, é fazer uma síntese dos pontos principais do documento. A sugestão dos especialistas é destacar as informações mais importantes com um marca-texto e, de preferência, anotá-las em forma de esquema simplificado.

Fonte: Exame

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!