Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Ambiente profissional: 4 perguntas para responder antes de abrir seu escritório de advocacia

goo.gl/JW6ba4 | A maioria dos advogados autônomos que busca mais independência e liberdade na profissão sonha em abrir seu próprio escritório de advocacia. Mas como se tornar dono de um negócio traz uma enorme mudança de vida, nos mais variados âmbitos, o ideal é responder a algumas questões antes de efetivamente tirar as ideias do papel — isso sem contar, claro, que ter um bom planejamento evita inúmeras dores de cabeça no futuro. Tem vontade de abrir um escritório de advocacia e não sabe nem por onde começar? Pois então confira no nosso post de hoje 4 das perguntas mais importantes para você refletir antes de investir na nova empreitada:

Que tipo de trabalho pretendo conduzir?

Responder a essa pergunta é essencial para traçar os objetivos e as estratégias do seu escritório, afinal, é fundamental pensar direitinho sobre quais serviços serão oferecidos e que áreas serão exploradas. Assim, é crucial focar no planejamento desde o começo, para que ao mesmo tempo se tenha uma certa flexibilidade, mas sem sair muito dos objetivos traçados. E atenção: é importante levar em conta, desde esse início, que imprevistos inevitavelmente acontecem. Levar essa imprevisibilidade em consideração o ajudará a pensar em preparativos e possíveis saídas caso o planejamento inicial sofra com uma mudança de rumo.

O que esperar dos próximos 5 anos?

Pesquise referências e procure tirar lições das experiências de outros escritórios de advocacia, de modo a ter em mente o que pode vir a acontecer pelo menos nos 5 anos seguintes. Conhecendo de antemão um leque de problemas e as respectivas possibilidades de evitá-los, assim como ter noção de uma expectativa mais realista de crescimento, novas estratégias de desenvolvimento e muito mais, automaticamente traz uma tranquilidade embasada ao novo empreendedor. E você vai ver como esse equilíbrio fará toda a diferença na gestão do seu escritório!

Quais serão os meus parceiros?

Definir quem serão seus parceiros é uma parte fundamental para abrir seu escritório de advocacia. E nessa análise há alguns critérios que necessariamente devem ser levados em conta. Aí entram, por exemplo, desde afeição até experiência profissional! Nesse caso, enquanto a afeição é um critério subjetivo, que diz respeito a vida pessoal, afinidade, amizades, parcerias e muito mais, é preciso ser bem direto para analisar a experiência. Pense bem: ao mesmo tempo em que trabalhar com alguém com experiências diferentes das suas pode ser uma boa complementação, sempre existe a possibilidade de esse mesmo cenário proporcionar uma divergência dos objetivos. Por isso, ponderação acaba sendo a palavra-chave! O segredo é procurar por profissionais que possuam aquelas habilidades que você não tem, já que a soma dos conhecimentos técnicos só tem a fortalecer o grupo.

Onde abrir meu escritório de advocacia?

A localização do seu escritório também deve ser considerada desde o início, visto que, para o negócio se tornar realmente conhecido, é necessário que esteja em um local de fácil acesso e visível para seu público-alvo. Dessa forma, é essencial pensar, por exemplo, no custo do aluguel, já que esse será seu principal gasto no começo da jornada. Também é importante calcular qual será sua logística e a do cliente, incluindo vaga de estacionamento, quantidade de papelarias, restaurantes, proximidade do fórum, ponto de ônibus e tantos outros. Isso tudo sem contar com a avaliação da visibilidade geral do local, incluindo o perfil das pessoas que passam por ali e os estabelecimentos próximos.

Analisando bem essas perguntas, você certamente conseguirá ter uma melhor noção do que exatamente vai precisar e dos problemas que poderá evitar quando abrir seu escritório de advocacia. Já é um bom começo, não acha?

Fonte: Blog Juris Correspondente

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!