Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Conheça 7 casos bastante estranhos e bizarros de infantilidade no ambiente de trabalho

goo.gl/YE9XLP | A máxima “não sabe brincar, não desça para o playground” parece servir para alguns adultos com síndrome de Peter Pan no mundo corporativo. Pesquisa realizada pelo Career Builder com 5 mil profissionais mostra de 3 a cada 4 já presenciaram comportamentos dignos de um jardim de infância no escritório.

Lamentos e reclamações são os comportamentos mais frequentemente associados a uma atitude infantil: 55% dos entrevistados foram testemunhas deste tipo de conduta inapropriada.

Caras e bocas quando algo não acontece à sua maneira também aparecem na lista com 46% das respostas. Bisbilhotar colegas é outra criancice rotineira, vista no ambiente de trabalho por 44% dos participantes da pesquisa. Pregar peças ou fazer caretas pelas costas de um colega são ações relatadas por 36% e 35% dos entrevistados.

Formar “panelinhas” surge em seguida, com 32% das respostas. Espalhar rumores sobre colegas (30%), sair da sala de forma intempestiva (29%), fazer birra (27%) ou recusar deliberadamente informações a colegas (23%) completam o ranking dos comportamentos infantis mais comuns no trabalho.

A seguir, veja nas fotos, alguns casos reais de atitudes de profissionais “crianções” relatados à equipe do CareerBuilder durante a pesquisa.

1. O dono da birra



Dono da empresa costumava fazer birra, gritar e bater portas quando as coisas não caminhavam do jeito que ele queria.

2. Esconde-esconde



Funcionário se escondia na empresa para fugir de deveres e obrigações do expediente.

3. Armação ilimitada



Funcionário armou uma cilada com o objetivo de colocar um colega de trabalho em apuros. Este tipo de comportamento também aparece na lista das puxadas de tapetes mais comuns no ambiente de trabalho.

4. O comilão



Funcionário tinha por hábito atacar a comida alheia que estava na geladeira da empresa e deixar colegas de barriga vazia durante o expediente.

5. O “flanelinha”



Funcionário bloqueava vagas de estacionamento para evitar que seus colegas estacionassem em frente à entrada da empresa.

6. Conteúdo inapropriado



Funcionária constantemente acessava conteúdo inapropriado em seu telefone celular e mostrava à sua "panelinha".

7. Almoço eterno



Funcionário saiu para almoçar e nunca mais voltou para terminar o expediente.

Por Camila Pati
Fonte: Exame

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!