Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Veja 6 erros bastante comuns que os pequenos escritórios de advocacia cometem

goo.gl/uwdjJx | Pequenos escritórios de advocacia que ainda não desenvolveram uma estrutura administrativa muito complexa geralmente acabam sofrendo com alguns erros de percurso. É comum, por exemplo, que estratégias para a fidelização de clientes sejam deixadas de lado, assim como não é nada raro encontrar sinais de negligência em relação à administração dos processos de prospecção. Mas quais são as consequências desses erros e como eles podem ser evitados? Pois veja agora mesmo nossa lista e se previna:

Não administrar adequadamente as finanças

Antes de mais nada, é preciso pensar no escritório de advocacia como um negócio assim como qualquer outro. Por isso, ele deve ser capaz de se manter, gerar rendimentos e, com o tempo, crescer. Mas o problema é que a maioria dos advogados não é devidamente instruída sobre administração, contabilidade e finanças na faculdade! Assim, é extremamente necessário correr atrás desse conhecimento, dedicando-se a esses aspectos para garantir um fluxo de caixa mínimo, rendimentos constantes para os sócios e um planejamento orçamentário realista.

Não prospectar os clientes certos

É essencial ser estratégico ao prospectar seus clientes, definindo primeiramente seu nicho de atuação e o perfil do público que deseja ter em seu escritório. A partir daí fica bem mais fácil elaborar estratégias sofisticadas de prospecção, que podem ir desde a participação em eventos da área para networking, passando pela realização de apresentações institucionais e chegando ao desenvolvimento de estratégias de marketing.

Não investir no relacionamento com os clientes

E por falar em estratégia, não deixe de cuidar do relacionamento com seus clientes, sejam eles quem forem! Procure oferecer seus serviços de forma a mantê-los como clientes mesmo quando suas demandas processuais já acabaram — por meio de consultorias, por exemplo. Para tanto, implemente pesquisas de satisfação, elabore relatórios periódicos com atualizações sobre os andamentos processuais e não demore a responder e-mails e retornar ligações! Esses cuidados parecem até simples demais, mas, acredite, fazem toda a diferença!

Não apostar no poder do marketing

Esse é outro erro comumente cometido por pequenos escritórios de advocacia. Mas atenção: por menor que seja seu escritório, não só é possível como é mais que recomendado investir em estratégias de marketing. Você pode, por exemplo, desenvolver um blog institucional e criar uma newsletter do escritório, mantendo e divulgando postagens regulares sobre o meio jurídico. Assim o escritório se estabelece de forma orgânica como autoridade na área.

Não se especializar

Por mais que você não possa se dar ao luxo de recusar muitas causas — principalmente no início de sua jornada —, é importante se especializar em algumas áreas do Direito desde o princípio. Para isso, pense no perfil dos clientes que deseja ter no escritório e, a partir daí, determine o melhor caminho a seguir. Dessa maneira, se seu foco é ter como clientes pequenas e médias empresas, por exemplo, que tal oferecer assistência jurídica nas áreas trabalhista, empresarial e tributária, essenciais para esse tipo de cliente?

Não investir em bons estagiários

Lembre-se de que seus estagiários de hoje serão, se tudo der certo, seus advogados associados de amanhã! Por isso, quanto melhores eles forem treinados e quanto mais se engajarem no espírito do escritório, mais chances terão de permanecer com você e realizar um bom trabalho. E se quer aproveitar para aprender a reter talentos em seu escritório de advocacia, confira este nosso outro post!

Já que é mais que comprovado que muitos escritórios de advocacia perdem clientes, talentos e negócios justamente por negligenciarem esses aspectos, comece a se preparar desde já para não cair nessas armadilhas! Aprenda com esses erros e garanta o sucesso de seu escritório!

Fonte: Blog Juris Correspondente

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!