Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Jovem que sofreu abuso sexual dos 5 aos 15 anos recebeu autorização para eutanásia

goo.gl/XRTxUs | Uma decisão tomada pela Comissão de Eutanásia da Holanda tem gerado polêmica: eles autorizaram uma jovem de 20 anos a se submeter a eutanásia através de injeção letal.

A garota, que não teve a sua identidade revelada, foi vítima de abuso sexual dos 5 aos 15 anos e sofria de estresse pós-traumático, anorexia severa, depressão crônica e tinha alucinações.

Mesmo depois de ter passado por diversos tratamentos e terapia intensiva, os médicos acreditavam que os seus problemas eram incuráveis. Assim, há dois anos, eles decidiram concordar com ela sobre a eutanásia.

Os detalhes do caso foram divulgados pelas autoridades do país para mostrar todo o acompanhamento e as avaliações médicas a que a jovem foi submetida. Mesmo assim, diversos grupos demonstraram opiniões contrárias à decisão.

Em entrevista ao jornal “The Independent”, o parlamentar Robert Flello declarou que “um procedimento desses quase manda a mensagem de que se você é vítima de abuso e consequentemente fica com problemas mentais, será morta. Você está sendo punida com a morte por ser uma vítima".

Já Nikki Kenward, líder do grupo "Vozes distantes", formado por pessoas com deficiência, acredita que foi um absurdo os médicos aprovarem esta decisão. "É horrível e preocupante que profissionais de saúde mental possam considerar que eutanásia é uma resposta para as feridas profundas e complexas causadas por abuso sexual", conclui.

Por Camila Galvão
Fonte: megacurioso

18 comentários :

  1. Não é tão simples quanto parece. Uma pessoa que tem certos tipos de doenças mentais e psicológicas, não é como as outras. Exemplo, cada amanhecer pra uma pessoa normal é uma bênção, um motivo de alegria, uma nova oportunidade, pra um depressivo é uma luta, é muito difícil vc ter q suportar a cada momento aquela dor e o desespero de algo que vc não pode mais mudar. Pra um depressivo casa episódio de sua vida é uma tortura, dependendo do grau de depressão. Imagina essa moça que tem que lhe dar com tantas doenças mentais e psicológicas de uma vez!!! Não estou aqui dizendo que foi certo matarem ela, mas meu comentário é para que vcs sejam mais cuidadosos ao fazer certos tipos de comentários. Acredito em Deus, e estou viva por causa dEle, e graças aos psicólogos e psiquiatras que fizeram parte da minha vida, mas luto até hoje contra a depressão, e posso dizer com toda propriedade: "Não é tão simples quanto parece!".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém disse aqui que depressão é simples. Mas, principalmente pra vc que é Cristã, suicídio não deveria ter justificativa. Tem muita gente que sofreu absurdos como esse e consegue viver. Imagina que a moda pega e os hospícios comecem a fomentar esse tipo de solução? Se existe depressão e vc conseguiu sair dela, por que acha que os outros não são capazes disso?? Acredite mais nas pessoas, acredite mais em Deus...

      Excluir
    2. Anônimo6/1/18 11:39

      Não é questão de o suicídio se tornar uma solução. Você não consegue imaginar como fica a cabeça de uma pessoa que foi abusada por 10 anos de sua vida ? Essa menina não teve nem infância e muito menos adolescência. Ela nao tem vida !
      Pesquisas apontam que nem todos os traumas psicológicos conseguem ser curados, alguns são realmente permanentes. Se caso ela conseguisse melhorar, apenas iria aprender conviver com esse trauma. Porém, nunca iria esquecer do que passou. Nós nunca sabemos o que uma pessoa passa até passarmos pela mesma coisa. Não podemos julgar a escolha de ninguém. O mínimo que podemos fazer é se colocar no lugar dessa pessoa e tentar imaginar todo sofrimento que existe dentro dela.

      Excluir
  2. Anônimo5/1/17 23:45

    Ela sofreu abuso por 10 anos...então ela precisa do dobro de tempo, recebendo amor, carinho, abraços, cuidados, conforto, alegria,brincadeiras que ela perdeu na infância!Só coisas boas...coisa que não teve! Para isso devera haver persistência e sinceridade da parte de quem a acolherá! Sem jamais tratar a situação dela como algo que acontece por fatalidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu não pode imaginar a dor que o outro sente, provavelmente a dor dela fosse tamanha que o sofrimento infringido fosse crescente dentro dela e não consigo imaginar como alguém poderia suportar tamanha dor.

      Excluir
    2. Será que tinha alguém para dar "amor, carinho, abraços, cuidados, conforto, alegria, brincadeiras"? Nosso mundo é muito egoísta e a maioria não liga pro sofrimento alheio.

      Excluir
    3. Anônimo6/1/18 10:29

      Eu também tenho depressão a mais ou menos 23 anos me trato. Mas nada q me tiro o gosto pela vida. Claro tem dias q o meu astral está baixo,ou qdo esqueço de tomar meus remédios ou qdo tenho alguma discussão em casa. Isso me deixa mal mesmo tomando os remédios. Pago para ter a Paz q preciso. Mas pelo q li está menina n tem só depressão, são várias doenças causadas pelo q sofreu. A depressão severa deve ser cruel (comparando me c ela q a minha é leve e como me sinto ). Acredito q por tudo q passou desde os 5 anos sem entender nada, n foi fácil e para desejar morrer pior ainda. A depressão leve ou n da está possibilidade pra gente. Eu também sinto vontade de morrer mas ao mesmo tempo penso q vai passar é só por alguns dias. Sou muito católica é me ajuda bastante. Terapia só coloquei dinheiro fora. Tenho uma filha psicóloga q me ajuda mas santo de casa n faz milagres é mesmo porque ela n trata parente. Tive uma infância infeliz é compreendo q tenha sido a causa de tudo. N consigo resolver mas vou levando como posso, quero viver muito, ver meus netos crescerem e tudo q tenho direito apesar da tristeza q carrego. Qto a está menina ela sofreu muito. Onde estava a mãe dela q n nesta idade frágil? São 10 anos de abuso gente. Tanto c 5 qto c 15 onde estava está mãe? N vou julgar, nem pelo pedido de eutanásia porque acredito q nesta situação q chegou, acho q só a morte pra resolver. N quero dizer q pôquer depressão a morte é a melhor solução. Não. A depressão vamos combinar é cruel. A gente n vive, a gente n tem alegrias a gente n quer nada e termina adoecendo as pessoas q estão ao teu redor. Eu já passei por isto dizendo pra vcs q tenho depressão leve, imagina a severa; a gente n vive. Foi levada desta menina tudo de melhor. Imagina 5 aninhos é sendo abusada até os 15 anos. O q está criança aos 15 anos tem mais dentro de si. Com anorexia ainda é outras coisas mais. O q tem msis no coração desta criança? Gosto de que? Amor a Quem? Viver pra que e pra Quem? N tem vida. N é vida. Ficar vegetando até sua partida? É os pais desta criança? A mãe deste anjo? Porque nós mães sabemos, vimos, acompanhamos sempre os filhos? Que n cuidou desta criança? São perguntas q eu gostaria de saber, porque m entra na minha cabeça q ninguém viu, ninguém soube nada e simplesmente resolver c a eutanásia embora eu diga q a depressão e cruel, ela nos mata aos poucos mesmo que sabe conduzir está doença. Nunca estamos c a cabeça boa. Oscremedios por uma vida toda é q nos mantém de pé. Cada caso é um caso, ela é cruel. Todo momento nos tira do seio familiar. E se n nos cuidarmos a vaca vai pro bregio.paz e saúde a todos.

      Excluir
  3. o que um ser peçonhento faz a vida da própria filha... não existe palavra pra rotular o asco que sinto ai saber que exista alguém assim...

    ResponderExcluir
  4. Acredito que a vida é uma dádiva divina um presente de Deus, foi ele quem nos concedeu a vida é somente ele pode nos tirar, fugir dos problemas por mais difíceis que pareça não é a solução, cada um tem uma cruz para carregar e ninguém recebe um fardo maior do que possa suportar, existem caminhos dificeis, bem como para se chegar em uma rosa, primeiro temos que passar pelos espinhos, e a vida é assim. Não quero ser hipócrita e ignorar os sentimentos e sofrimento dessa jovem, mas como muitos AK. Acredito que poderiam fazer mais por ela ao invés de simplesmente autorizarem a eutanásia.

    ResponderExcluir
  5. Acredito que a vida é uma dádiva divina um presente de Deus, foi ele quem nos concedeu a vida é somente ele pode nos tirar, fugir dos problemas por mais difíceis que pareça não é a solução, cada um tem uma cruz para carregar e ninguém recebe um fardo maior do que possa suportar, existem caminhos dificeis, bem como para se chegar em uma rosa, primeiro temos que passar pelos espinhos, e a vida é assim. Não quero ser hipócrita e ignorar os sentimentos e sofrimento dessa jovem, mas como muitos AK. Acredito que poderiam fazer mais por ela ao invés de simplesmente autorizarem a eutanásia.

    ResponderExcluir
  6. Acredito q cada um sabe o que quer da vida essa jovem sofreu por tantos anos q ela não conseguia mais viver,para vcs q não tiveram depressão não vc não sabe como e, nem imaginam quanta dor,ela tinha o direto de escolher e o q ela queria da vida dela,não adianta vc força uma pessoa a viver uma vida q ela não queria, pq que iria acontecer e q ela iria se suicidar de td o jeito. Não consigo nem imaginar quanta dor, ai vc vem e dizem q ela não tinha o direito de escolher o q ela queria fazer da vida dela? , vcs estariam forçando-a viver em uma vida q não fazia sentido pra ela,queriam q ela vivesse em uma vida miserável infeliz,só para terem as suas mentes limpas. Em vez de ficar julgando as pessoas pela decisão delas , vcs deveriam cuidar da sua própria vida.

    ResponderExcluir
  7. Deus nos dá o livre arbítrio... Não somos ninguém para julgar.

    ResponderExcluir
  8. Alguém conferiu a fonte da notícia antes de replicar ela aqui?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Christofer Dalla lana, boa pergunta, mas msm q seja fictício serve de alerta, e serve para q muitos repensem seus problemas.

      Excluir
  9. A conduta, a autorização dada por esses "médicos" so provam a incompetência, a desumanidade dos msms.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo7/1/18 01:22

    A garota foi violentada por 10 anos, diga se isso foi viver? As feridas dentro dela jamais serão curadas mesmo tendo o melhor psiquiatra do mundo, se a vontade dela é de acabar com a vida que faça pois ninguém sabe o que ela sente e a vida é dela

    ResponderExcluir
  11. Ou a eutanásia ou o suicídio, um dos dois iria acontecer.

    ResponderExcluir
  12. Fico aqui pensando o que as pessoas consideram viver. Essa jovem não vive, ela apenas sobrevivia. Ela não tinha alegria, não queria viver, sofria por estar viva. E as pessoas ainda querem que ela viva, bem incoerente isso né? Pra que viver se tudo o que vc mais deseja é morrer? Que vida é essa, que qualidade é essa? As pessoas estão preocupadas mesmo com a vida dessa jovem ou apenas com as suas próprias crenças? Não da pra comparar o que cada um viveu e pra ela o que ela passou foi demais. E eu concordo que ela tem o direito sim de não querer mais viver, que desgraça de vida é essa em que vc é obrigado a viver em razão do achismo de outras pessoas. Tenho pena dela e espero de verdade que ela tenha conseguido se libertar de toda essa dor.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!