Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Delegado de Polícia Civil é assassinado com as mãos amarradas, com 8 tiros de pistola

goo.gl/QyNmcv | O delegado da Polícia Civil Guerino Solfa Neto, de 43 anos, foi encontrado morto a tiros e com as mãos amarradas, à beira da rodovia Washington Luís, em São José do Rio Preto, na noite deste sábado, 25. Ele era lotado no Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-5), com sede em Rio Preto. A caminhonete Ford Ranger do policial, sua carteira com dinheiro e documentos, a arma e o celular foram levados pelo autor do crime. A polícia investiga um possível latrocínio, mas não descarta a hipótese de crime encomendado.

A polícia foi ao local depois de receber a informação por telefone de que havia um homem amarrado e sangrando à margem da rodovia, no bairro Jockey Club. Os policiais encontraram o delegado já sem vida. Ele foi amarrado com um fio de celular e atingido por oito disparos. No local foram recolhidas cápsulas deflagradas de calibre ponto 40, mesmo calibre da arma usada pelo delegado, que não foi encontrada com ele. De acordo com testemunhas, Solfa Neto saiu de uma festa numa chácara por volta das 18 horas em sua caminhonete, mas não chegou em casa.

A polícia já apurou que o veículo do delegado foi abastecido horas depois do crime em um posto de Itirapina, na mesma rodovia, a cerca de 200 quilômetros. O jovem que estava ao volante arrancou com o veículo sem pagar a conta e seguiu no sentido da rodovia Anhanguera. Ele tinha tatuagens nos braços. A placa do veículo foi anotada.

O delegado atuava na Unidade de Inteligência Policial do Deinter 5 e ainda atendia as delegacias de Pedranópolis e Fernandópolis, na mesma região. Ele ficou conhecido pela prisão de traficantes que agiam na região. O corpo foi velado no Cemitério Jardim da Paz, onde seria sepultado no fim da tarde deste domingo, 26. Solfa Neto deixou esposa e uma filha de oito anos.

Fonte: em

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!