Notícias

:: NOTÍCIAS MAIS NOTÍCIAS

Curiosidades

:: CURIOSIDADES MAIS CURIOSIDADES

Dicas

:: DICAS MAIS DICAS

Artigos

:: ARTIGOS MAIS ARTIGOS

Ex-professora de Direito vira prostituta e ganha R$ 500 por hora: 'faço por gostar'

goo.gl/FndYso | Aos 34 anos, a advogada Cláudia de Marchi, decidiu abandonar uma longa barreira no Direito para virar prostituta de luxo. Em entrevista ao G1, ela confirmou a informação. A loira agora é acompanhante de luxo em Brasília. A decisão de mudar de vida ocorreu em abril de 2015, quando Cláudia foi demitida do cargo de professora de Direito. Ela dava aula em uma faculdade e precisou pensar em como viveria a vida dali pra frente.

Com muitas contas a pagar, a advogada decidiu inventar um nome interessante para os novos clientes. Como acompanhante, ela usa Simone Steffani. Em um blog na internet, ela conta detalhes da nova profissão e surpreende muitos pela transparência. Até mesmo a mãe da loira já avisou que apoia o novo emprego da filha, que paga muito bem, 'diga-se de passagem'.

Ela disse que conversou com a mãe, que informou que essa seria a melhor decisão que ela poderia tomar na vida. Tudo porque Simone Steffani não pretende se casar ou ter um cargo que exija uma "pureza". Com o aval da mulher que a gerou, Cláudia decidiu ir para a batalha e conquistar um novo público alvo.

A ex-professora, de uma universidade mudou da cidade de Sorriso, no Mato Grosso, passou a viver na capital federal. A advogada confessa que achou que o trabalho não seria fácil, que teria perigo e muitos tarados, mas ela teve sorte e não foi bem isso que encontrou em Brasília. A loira ainda faz exigências, no blog que utiliza, sobre o que os homens possam ou não fazer com ela na hora do sexo.

Sem medo de mostrar o rosto e ganhando muito bem 

Ela não tem o menor receio de se esconder. Com graduação e especialização, atualmente ela ganha bem mais fazendo sexo. Os ganhos são tão altos que a bela chega a receber R$ 500 por hora. Nada mal, né? Claudia ainda garante que não sai com qualquer um. Caso um cliente não a interesse, ela diz não. Nas redes sociais, ela ostenta fotos de biquíni e usando roupas minúsculas. "Faço também por gostar", confessou a mulher, que agora não pensa tão cedo em mudar de carreira.

*Matéria de 2016, servindo aqui apenas como curiosidade

Fonte: br blastingnews

6 comentários :

  1. puts grilo, tinha que ser aqui do Mato Grosso, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Não devemos julgar ninguém, senão a nós mesmos. Tanto a conduta, quanto aos erros gramaticais.

    ResponderExcluir
  3. 500/hora?! Sinceramente, têm muitas, muito mais bonitas que ela por esse valor. Não a achei com essa banca toda não! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUEM DESDENHA QUER COMPRAR. A INVEJA MATA. OU SERÁ FALTA DE MONEY???

      Excluir
  4. To indo gastar 500 el Brasilia

    ResponderExcluir
  5. Certo ela. Melhor do que fazer mal aos outra. Vida dela, faz o que bem entendre.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!