Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Vovó surta e mata filha grávida, enfia faca no pescoço do neto e tenta se suicidar em SP

goo.gl/Nmx6xV | Uma dona de casa viveu um verdadeiro momento de surto na cidade de Ribeirão Preto, na grande São Paulo. De acordo com informações do portal de notícias G1 em reportagem publicada neste sábado, 26, as motivações do crime ainda são investigadas pela Polícia. No entanto, a irritação da mãe produziu pelo menos duas vítimas fatais. Isso porque ela esfaqueou a filha na barriga. Ela estava grávida de sete meses. Tudo ocorreu na frente de um neto, que tem quatro anos de idade. Ele também foi atingido com uma faca no pescoço.



A mulher de Ribeirão Preto ainda tentou cometer o suicídio depois de esfaquear o próprio neto. Ao ouvir os gritos da criança, um vizinho entrou na casa e impediu que a dona da residência fizesse também o crime contra ela mesma. Ele sofreu um ferimento na mão. No entanto, segundo as primeiras informações, não foi necessário a prestação de atendimento ao homem. Tudo, segundo a Polícia Militar de São Paulo, ocorreu na residência das vítimas, que fica no bairro de Ribeirânia.

A mulher que morreu e as demais vítimas, assim como o nome da avó assassina não tiveram seus nomes identificados devido a estranheza da situação. No entanto, segundo os militares, a grávida tinha sete meses de gestação e estava com 31 anos de vida. A EPTV, afiliada da TV Globo na região, exibiu nesta noite, uma reportagem mostrando o local do crime. É possível notar um pano bastante ensanguentado, que possivelmente foi usado para tentar salvar as vítimas.

A primeira atingida foi a mulher grávida. Depois disso, ela teria tentado matar o neto com uma facada no pescoço. O vizinho viu a avó já com a faca no próprio pescoço e conseguiu impedir que ela se matasse. Após deter a dona de casa, ele ainda conseguiu o apoio de populares, que chamaram o Corpo de Bombeiro e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os médicos ainda tentaram reanimar a grávida, mas ela e o bebê não sobreviveram.

Já o neto  de quatro anos foi levado para Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE) com um corte no pescoço. Curiosamente, a avó assassina foi levada para o mesmo local. O menino passava por uma cirurgia até a publicação desta reportagem. Não há informações sobre o risco desta.

Fonte: br blastingnews

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!