Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

TJ sobe para R$ 50 mil indenização a mulher que teve vídeo de sexo divulgado na internet

goo.gl/L5d1ob | O TJ (Tribunal de Justiça) aumentou para R$ 50 mil a indenização a ser paga a uma mulher vítima de três colegas de trabalho que gravaram e divulgaram nas redes sociais um vídeo em que ela aparece fazendo sexo com um deles. "Atos como o que foi cometido pelos réus devem, a meu aviso, ser severamente punidos, não só no âmbito criminal, mas sobretudo no bolso, que é a parte mais sensível e profilática para impedir a repetição de comportamento tão abjeto", disse o desembargador substituto Jorge Luis Costa Beber, relator da apelação. A indenização estava anteriormente fixada em R$ 22 mil.

Segundo os autos do processo, o crime aconteceu numa festa na casa de um dos acusados, no Norte do Estado. Enquanto o dono da casa e a mulher transavam num quarto, os outros dois homens, escondidos atrás de cortinas, gravaram as imagens. O vídeo foi visto por funcionários da empresa e por moradores da cidade. Os quatro envolvidos foram demitidos.

"A autora, sordidamente exposta na sua intimidade, experimentou, e isso é inegável, momentos de enorme aflição, vergonha e acanhamento, passando a ser alvo de comentários e bisbilhotices de toda a ordem, tanto que nos banheiros da empresa onde trabalhava foi vítima de toda sorte de gracejos e manifestações desairosas", afirmou o relator.

O desembargador rejeitou a tese da defesa de que a mulher consentiu com a gravação do vídeo. Para preservar a mulher, o processo transcorreu em segredo de justiça e nem o nome da empresa e da cidade foram divulgados. A decisão de aumentar a indenização foi publicada na manhã desta sexta-feira (29) pelo TJ.

Fonte: ndonline

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!