Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Fórum de GO pega fogo durante a madrugada, e 80% dos processos são queimados

goo.gl/f232QQ | Um incêndio no Fórum de Goiatuba, cidade a 175 km de Goiânia, terminou com pelo menos 80% dos processos queimados e boa parte do prédio destruída. Até o momento, não foram divulgadas as causas do ocorrido. As informações são da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do estado e do Corpo de Bombeiros.

O fogo começou durante a madrugada desta quarta-feira (10/8) e foi extinto no começo da manhã. Segundo os bombeiros, cinco viaturas, dois caminhões-pipa e 33 mil litros de água foram usados para acabar com o incêndio.

Em nota, a Associação dos Magistrados Brasileiros considera que o incêndio foi criminoso e repudiou o suposto ato proposital. A entidade afirma que, segundo o Corpo de Bombeiros, dois homens invadiram o local após render o segurança e atearam fogo ao prédio.

“A AMB reitera extrema preocupação com mais um fato que coloca em risco a segurança de magistrados e servidores da Justiça e evidencia as graves ameaças às quais o Judiciário brasileiro está exposto, principalmente nas regiões onde não há o devido policiamento e estrutura que possam garantir o pleno e livre exercício jurisdicional”, complementa a associação.

Leia a nota da AMB:
A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) repudia o grave atentado ocorrido no Fórum de Goiatuba, em Goiás, na noite desta quarta-feira (10). A entidade manifesta solidariedade ao Judiciário local e condena quaisquer ações de violência que possam atentar contra o Estado Democrático de Direito.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros Militar, dois homens invadiram o local após render o segurança e atearam fogo ao prédio. A AMB reitera extrema preocupação com mais um fato que coloca em risco a segurança de magistrados e servidores da Justiça e evidencia as graves ameaças às quais o Judiciário brasileiro está exposto, principalmente nas regiões onde não há o devido policiamento e estrutura que possam garantir o pleno e livre exercício jurisdicional.
Em apoio à Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), a AMB prestará toda e qualquer assistência necessária, acompanhando as investigações do caso, confiante no trabalho de apuração da Polícia do Estado de Goiás para coibir qualquer tentativa de intimidação à magistratura.
Fonte: Conjur

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!