Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Rajada de balas: Advogado é alvo de atentado em Sergipe e leva dois tiros de pistola

goo.gl/6FkRkr | Na noite desta quarta-feira, 3, o advogado Antônio Mortari foi alvo de uma tentativa de homicídio em Aracaju/SE.

Enquanto transitava em uma caminhonete, próximo ao próprio escritório, um carro se posicionou ao lado e o passageiro atirou por pelo menos dez vezes. Mortari também é presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/SE).

A PM informou que apenas dois disparos de pistola atingiram o braço do advogado que, mesmo ferido, pediu socorro. Ninguém foi preso ainda.

O atirador estava acompanhado, em um veículo modelo Montana. As câmeras de segurança da imediação dos bairros Centro e São José registraram a ocorrência.

O presidente da OAB/SE, Henry Clay Andrade, esteve com o advogado. Mortari já teve alta do hospital e encontra-se em repouso com a sua família e sob absoluta proteção policial.

Henry Clay informou que esteve, juntamente com Inácio Krauss, Aurélio Belém, Clodoaldo Júnior e Robson Barros, reunido com o secretário de segurança pública, João Batista, com o delegado geral da Polícia Civil, Alessandro Vieira e com os delegados André Baronto e Tereza, para tratar exclusivamente do episódio sofrido por Antônio Mortari.

Na reunião oficial foi assegurado e definido o seguinte:

1- equipe de segurança especial para a proteção de Antônio Mortari e sua família;

2- prioridade e designação de equipe de inteligência da segurança pública para proceder as investigações sobre a autoria e a motivação da provável tentativa de assassinato;

3- participação efetiva e diária da OAB nas investigações.

Foi designada uma comissão específica para acompanhar as investigações, composta por Aurélio Belém, Clodoaldo Júnior, Joab Ferreira e Robson Barros.

“Esse aterrador episódio enfatiza a gravidade da violência que assola o Estado de Sergipe e põe em xeque a segurança e integridade física de todos cidadãos”, afirmou o presidente da seccional.

Violência

No mês passado, o advogado goiano Walmir Oliveira da Cunha ficou gravemente ferido após sofrer atentado com uma carta-bomba. O causídico estava em seu escritório quando recebeu uma correspondência e, ao abri-la, ocorreu a explosão, que decepou seus dedos da mão esquerda.

Fonte: Migalhas

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!