Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Excelentes vantagens do funcionalismo público que vão te dar vontade de fazer concurso

goo.gl/Z9vAOL | Os brasileiros costumam ter muitas aspirações, que vão desde comprar um imóvel próprio, passar as férias de verão em um lugar tranquilo e agradável até não precisar mais se preocupar com dívidas. E nesse grande pacote de desejos também está, na maioria das vezes, o sonho de ocupar uma vaga em um cargo público, afinal de contas, são várias as vantagens de se trabalhar no funcionalismo estatal. Mas você ainda tem dúvidas se vale mesmo a pena se preparar para fazer um processo seletivo a fim de ingressar no setor público? Então confira já 5 excelentes motivos para cogitar essa opção para sua vida profissional:

Estabilidade financeira

Essa é uma das principais razões para os candidatos se esforçarem tanto em busca de um cargo público. Com tal ocupação, as pessoas deixam de correr os riscos das eventuais demissões em massa da iniciativa privada, por exemplo. Isso acontece porque, dentro do regime estatutário público, garante-se a estabilidade após 3 anos de estágio probatório, de modo que, a partir daí, o servidor só pode ser exonerado do cargo em caso de falhas gravíssimas e tendo passado por um processo administrativo completo, com direito ao contraditório e à ampla defesa. Vale ressaltar que, nas empresas públicas e sociedades de economia mista, o regime padrão é o celetista (ou seja, conforme as regras da CLT), sem contar com os benefícios do regime estatutário. Porém, mesmo assim, as demissões arbitrárias, sem justa causa, não costumam ocorrer.

Aposentadoria integral

O servidor pode escolher seu nível de contribuição para a aposentadoria futura, passando a parcela a ser descontada diretamente de seus vencimentos. Assim, o trabalhador poderá receber, durante sua aposentadoria, praticamente a mesma renda que recebia quando em atividade, retirados alguns auxílios e benefícios adicionais. Dessa forma, será viável manter praticamente intacta a qualidade de vida de quando estava trabalhando.

Jornada de trabalho fixa

Outro ponto bastante positivo é que, muito dificilmente, será preciso trabalhar depois do expediente no setor público, já que os servidores têm suas jornadas previamente fixadas pelo órgão público em que trabalham. Assim, contam com horas determinadas tanto para iniciar como para terminar seu trabalho, além de um intervalo certo para o almoço.

Desnecessidade de experiência prévia

O velho problema cíclico do setor privado é deixado de lado no funcionalismo público, já que é comum que as empresas peçam que os candidatos apresentem 2 ou 3 anos de experiência anterior. Mas e as pessoas recém-formadas, que não conseguem edificar tal nível de conhecimento e prática? A iniciativa privada não costuma abrir suas portas com facilidade nesses casos. Já os cargos públicos têm enorme abrangência, oferecendo chances de crescimento em uma carreira promissora, bastando, para isso, passar pelo processo seletivo com sucesso.

Salários e benefícios

Diversos servidores públicos têm remunerações acima do que a média do mercado pagaria para a mesma carreira exercida na iniciativa privada. Além disso, as remunerações normalmente são recebidas na data esperada de cada mês, quase sempre sem atrasos ou outras falhas maiores. Empregados do setor privado têm direito a alguns benefícios interessantes, como adicionais e certos tipos de licenças, mas o funcionalismo público acomoda mais ou menos o mesmo grupo de vantagens extras, como auxílio relativo a transporte e assistência para alimentação, por exemplo, ainda oferecendo, na maioria dos casos, planos de saúde, licenças remuneradas, creches, incentivos para estudos e diversos outros.

Muita gente, ao se deparar com tantas vantagens, não tem dúvidas em começar a se preparar para passar em um concurso público o quanto antes. E você, já se convenceu que estudar para o funcionalismo público pode ser uma grande alternativa para a sua vida? Vai optar por concurso ou escritório? Comente aqui e divida conosco suas impressões! Participe!

Fonte: Blog Juris Correspondente

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!