Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Situação bastante vexatória: Mulher queria sexo oral menstruada; marido pediu divórcio

goo.gl/ohsBNT | Parece que as preferências sexuais são um fator determinante para manter um casamento. Isso é o que indica um caso curioso que aconteceu em Agege, na Nigéria. Um homem pediu divórcio da mulher porque ela queira receber sexo oral no período em que estava menstruada. O caso foi tão sério que parou na Justiça.

Idongesit Etuk, de 38 anos, acredita que a mulher, Blessing, de 40 anos, deve estar participando de algum culto secreto por ter essa preferência sexual excêntrica e, por isso, quer o divórcio.

Situação constrangedora

O ocorrido chegou à Justiça local e, segundo o jornal britânico “Metro”, Idongesit relatou o seguinte no tribunal: “Minha esposa é demoníaca. Por vários anos, ela insiste que temos que fazer sexo quando ela está tendo fluxo mensal ”.

O homem confessou que no início da relação não via problemas com isso, pois tinha prometido amar a esposa em qualquer circunstância. Porém, as coisas foram saindo do controle e toda vez que ela pedia para ter relações no período menstrual, ele precisava inventar uma desculpa.

“Inicialmente, eu não levei a sério, mas ela começou a me ameaçar, falava que se eu não fizesse o que ela estava pedindo, iria se divorciar de mim e levar nossos dois filhos junto com ela”, conta Idongesit.

Pedido de separação

A união do casal durou doze anos, mas agora o marido diz que não pode mais manter esse relacionamento. O homem falou ao juiz que está cansado dessa união, pois além da exigência do sexo oral naqueles dias, Blessing é abusiva, arrogante e não tem respeito pela família.

No entanto, a mulher não quer aceitar a separação e pediu ao juiz para que negasse o pedido do marido. Ela afirma que ainda ama Idongesit e não suportaria viver sem ele, e também não quer que os filhos cresçam sem um pai.

Blessing nega que faça tais exigências ao marido. Disse em depoimento que só perguntou uma vez se ele faria o sexo oral nessas condições e, como ele discordou, não o incomodou mais.

No final do julgamento, o divórcio foi concedido. Idongesit terá livre acesso aos filhos do casal e ajudará financeiramente.

Fonte: 24horasnews

1 comentários :

  1. Não acho que a matéria seja mais esdruxula do que a atitude dessa mulher !

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!