Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Mistério: primeira juíza muçulmana dos EUA é encontrada morta no rio Hudson

goo.gl/1TrnZN | A primeira mulher muçulmana a obter o cargo de juíza nos Estados Unidos foi encontrada morta no rio Hudson, em Nova York, na tarde de quarta-feira, 12 de abril, de acordo com informações da polícia. O corpo de Sheila Abdus-Salaam, de 65 anos, estava flutuando no rio quando as autoridades receberam uma ligação de alerta. Ao chegar ao local, a polícia retirou a mulher – completamente vestida – da água e comprovou sua morte.



O marido da juíza e seus familiares reconheceram o corpo. “Uma autópsia determinará a causa da morte”, informou um porta-voz da polícia. Segundo o New York Post, a família da juíza denunciou seu desaparecimento na manhã da mesma quarta-feira.

Abdus-Salaam, nascida em Washington, se transformou na primeira mulher afro-americana nomeada à Corte de Apelações quando o então governador democrata Mario Cuomo a designou para o Tribunal Superior do Estado em 2013. Cuomo faleceu em 2015 e agora seu filho, Andrew Cuomo, ocupa o mesmo cargo. “A juíza Sheila Abdus-Salaam foi uma jurista pioneira que dedicou sua vida ao serviço público na busca de uma vida mais justa para todos em Nova York”, afirmou em um comunicado. E na sequência publicou uma mensagem de condolências no Twitter.

Abdus-Salaam aparece na enciclopédia Princeton de ‘História política americana’ como a primeira juíza muçulmana a servir nos tribunais norte-americanos. Formada pela Universidade de Barnard e pela faculdade de direito de Columbia, Abdus-Salaam começou sua carreira de advogada no Brooklin em 1991 ao mesmo tempo em que trabalhava como advogada auxiliar do Estado de Nova York, de acordo com o site da Corte de Apelações.

Fonte: brasil elpais

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!