Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Tentativa de homicídio: advogado agride ex-mulher com chutes até vítima desmaiar

goo.gl/TUDeHt | Uma mulher de 41 anos foi agredida pelo ex-namorado até ficar inconsciente na porta de sua casa, no bairro Buritis, na região Oeste de Belo Horizonte. Ela recebeu alta nesta segunda-feira (3) do hospital, após passar dois dias internada. O suspeito da agressão é o advogado Demétrio Antônio Vargas de Mattos, com quem a vítima mantinha um relacionamento há cerca de um ano.

A advogada Isabel Araújo contou que sua cliente Kely Loiola Pereira, 41, havia terminado o relacionamento com Demétrio de Mattos recentemente. Na noite de sábado, ele a procurou dizendo que passaria na casa dela para buscar alguns pertences. Ainda segundo a advogada, há testemunhas que viram Kely o recebendo na porta do prédio e sendo surpreendida por uma rasteira, que a derrubou. Em seguida, o agressor teria pisado em seu pescoço e dado diversos chutes na cabeça dela.

As agressões só teriam sido interrompidas após a intervenção de vizinhos. “Ela começou a gritar enquanto era agredida. Nesse momento, os vizinhos chamaram a polícia e desceram até o local. Só nesse momento ele (Mattos) parou de desferir golpes contra ela e fugiu”, contou Isabel Araújo.

Consequências. Quando o socorro chegou, Kely estava inconsciente e foi encaminhada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Ela teve confirmada a fratura no nariz e diversos traumas na cabeça. Apenas na manhã de domingo ela retomou a consciência e ficou em observação até esta segunda-feira (3), quando recebeu alta. “Ela ainda não tem condições de falar sobre a agressão. Ainda sente muitas dores de cabeça e tonturas”, disse a advogada.

Assim que deixou o hospital, Kely prestou depoimento na delegacia de Atendimento à Mulher e realizou o exame de corpo de delito. Também foi solicitado junto à Justiça medida protetiva para que Mattos não possa se aproximar da vítima. A reportagem não conseguiu contato com o suspeito.

INVESTIGAÇÃO

Polícia apura tentativa de homicídio

Isabel Araújo, advogada de Kely Loiola, contou que em princípio a Polícia Civil trabalha com a possibilidade de indiciar o suspeito por tentativa de homicídio. “Ele é praticante de muay thai, tinha consciência dos danos que poderia causar. Ele buscou atingir a cabeça da minha cliente de forma violenta”.

A reportagem não conseguiu falar com a assessoria da Polícia Civil na noite desta segunda-feira (3). A pena para casos enquadrados como tentativa de homicídio pode variar de seis a 20 anos de prisão. Já se for considerada uma agressão por violência doméstica, a pena varia de três meses a três anos.

Por Bernardo Miranda
Fonte: otempo

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!