Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Financiamento quer incentivar a inserção de advogados no mercado de trabalho

goo.gl/kuzF2Z | Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estima que, em média, 300 novos advogados são inscritos por ano no Amapá. Esses números tornam o mercado local ainda mais competitivo, e como forma de incentivar e oportunizar advogados recém-formados, a Agência de Fomento do Amapá (Afap) lançou a linha de crédito "Afap Jovem Advogado".

A linha de crédito oportuniza pessoas físicas terem acesso de até R$ 10 mil em financiamento que poderá ser pago em até 24 meses, com juros de 2,5% ao mês.

De acordo com Francisco de Assis, presidente da Afap, o acesso ao crédito poderá ser feito também por meio de um grupo solidário, formado por três interessados no financiamento para a mesma atividade.

"Um torna-se avalista do outro, sendo esta uma forma de facilitar o acesso ao crédito", explicou Assis.

A Afap possui sub-gerências em Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque, podendo assistir, portanto, não só profissionais que atuam em Macapá, mas também nesses municípios.

Pré-requisitos

Para usufruir da linha de crédito "Afap Jovem Advogado" o profissional deve possuir até 5 anos de registro na OAB-AP e estar adimplente com a anuidade paga à instituição. Além disso, não poderá ter restrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF).

O acesso ao financiamento necessita de apresentação de garantias, como avalista e bens de atividade. Ao solicitar o investimento fixo em mobília ou construção do prédio, por exemplo, o profissional deverá apresentar um projeto de utilização do recurso, como arquitetônico, econômico, dentre outros.

Os demais advogados com mais de 5 anos de registro na OAB-AP não ficarão desassistidos, segundo a agência. Eles podem ter acesso a um crédito de fomento por meio da "Linha Profissional Liberal", também gerenciada pela Afap.

Diferente da linha "Afap Jovem Advogado", esta é específica para os profissionais que já possuem CNPJ, que poderão pleitear crédito de até R$ 20 mil, com juros de 2% ao mês.

O vice-presidente da OAB/AP Dr. Auriney Brito destacou em discurso "que essa foi uma luta de quem conhece as dificuldades dos advogados e advogadas no Amapá, especialmente dos que estão iniciando agora sua carreira. Temos muito o que comemorar! Foi uma grande vitória a todos que necessitam de um apoio neste momento da vida profissional. Avante! Ainda temos muito a conquistar!"

Por Carlos Alberto Jr, G1 AP, Macapá
Fonte: g1 globo

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!