Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Polícia procura advogado suspeito de aplicar vários golpes contra aposentados

goo.gl/hMgZE3 | Polícia Civil de Bariri (SP) procura um advogado suspeito de aplicar golpes contra aposentados da cidade. Ele responde a 25 processos e desapareceu depois que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele é considerado foragido.

Segundo a acusação, Heitor Felippe conseguia procurações para levantar valores referentes a aposentadorias, mas não repassava o dinheiro aos beneficiários. Das 25 ações, 14 foram ajuizadas pelo Ministério Público Estadual de Bariri. Segundo o promotor da comarca, Paulo Campos dos Santos, o advogado já tem duas condenações.
Aqui na Justiça Estadual ele está respondendo por apropriação indébita, falsificação e estelionato, Já houve duas condenações e em cada uma delas ele pegou penas de cerca de três anos”, afirma o promotor.


Advogado deve o registro na OAB suspenso após processos (Foto: Reprodução / TV TEM)

O advogado Evandro Demétrio, que representa duas aposentadas que se dizem enganadas por Heitor Felippe, confirma que o golpe consistia na obtenção de procurações que lhe permitia ter acesso aos valores retroativos das aposentadorias. Em alguns casos, há recibos das vítimas atestando o recebimento, mas Demétrio garante que seriam documentos falsos.
Elas [vítimas] alegam que a única vez que assinaram algo foi na contratação dos serviços do Heitor [Felippe]. São pessoas simples, que confiaram na prestação de um serviço que estaria sendo feito dentro da legalidade”, diz Demétrio.
O antigo escritório de Heitor Felippe em Bariri está fechado. Uma placa afixada na porta informa que os funcionários estariam em férias. O registro do advogado está suspenso pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Em um suposto endereço residencial do advogado mora apenas um irmão de Heitor, que afirma não ter relações com ele há mais de 15 anos.

O MP acredita na possibilidade de que o advogado tenha feito mais vítimas na cidade e orienta a quem se sentiu lesado para procurar a polícia ou o Ministério Público.



O antigo escritório do advogado foragido em Bariri está fechado e uma placa (no detalhe) afixada na porta informa que os funcionários estariam em férias (Foto: Reprodução / TV TEM)

Fonte: g1 globo

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!