Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Começando agora? Saiba como estudar da melhor maneira para concurso público!

goo.gl/wPJJYX | Em tempos de crise, não há nada mais valorizado do que a estabilidade profissional e financeira. Por isso, muita gente considera a carreira pública uma oportunidade segura para garantir um futuro de sucesso.

Nessa hora, a determinação e o foco são primordiais para conseguir se preparar para a prova e alcançar seus objetivos. No entanto, não é incomum que os concurseiros iniciantes tenham algumas dúvidas sobre como criar e organizar uma rotina de estudos produtiva.

Neste post, você vai aprender como estudar para concurso público de maneira eficiente e saudável, para conquistar a sua vaga logo de primeira!

Leia o edital

Essa dica parece óbvia. Mas é importante lembrar que, apesar de ser um documento longo, é sua obrigação estar ciente de todo o conteúdo apresentado no edital. Não se restrinja apenas à informações referentes a datas importantes ou matérias das provas.

Isso, porque todos os concursos públicos exigem um número muito grande de pré-requisitos para sua participação, como:

  • Possuir 18 anos ou mais;
  • Ser brasileiro nato (ou naturalizado);
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares;
  • Não possuir antecedentes criminais;
  • Possuir o grau de escolaridade mínimo exigido para o cargo;
  • Nunca ter sido demitido por justa causa (por ato de improbidade) ou exonerado no serviço público.

Além desses, é possível que existam muitos outros requisitos específicos como medidas do corpo e idade, por exemplo. Todas as exigências são apresentadas no edital. Estar certo de que você é capaz de cumprir todas elas, vai poupar muitas surpresas no futuro.

Uma dica importante para não perder tempo é ler os editais de anos anteriores, j que as diferenças geralmente são poucas. Você pode descobrir quais são as matérias cobradas e começar a estudar antes de seus concorrentes.

Saiba dividir o seu tempo

Como estudar para concurso público é um processo que exige tempo disponível, a criação de uma rotina de estudos é importante para que você não perca o foco.

Para não se descuidar da sua saúde e memorizar o conteúdo estudado, é fundamental que você durma pelo menos oito horas por noite. Restam cerca de 16 horas de seu dia, ou seja, 960 minutos, para cuidar de suas necessidades e cumprir todas as suas tarefas.

Pense nesse período dividido em 96 blocos, de 10 minutos cada. Esse é o tempo disponível que você tem todos os dias, a partir do momento em que acorda. Como você o aproveita? Quantos desses blocos são usados para estudo, trabalho e lazer?

Pense em como você pode reorganizar esses blocos para estabelecer uma rotina mais produtiva. Rotular pelo menos vinte blocos com os nomes de uma ou duas matérias a se estudar, por exemplo, é uma boa estratégia para organizar melhor seu tempo de estudos.

Lembre-se de deixar um bloco de 10 minutos livre, toda vez que trocar de disciplina. Ou depois de passar mais de uma hora seguida estudando. Esse intervalo é importante para descontrair o cérebro e ganhar energia para conseguir estudar ainda mais.

Aprenda ativamente

Como estudar para concurso público pode ser cansativo, aproveite para diversificar seus métodos de estudo. Escreva, veja vídeos, realize provas anteriores, leia o conteúdo em voz alta, faça testes e tente explicar para si mesmo tudo o que aprendeu depois de ler.

As tarefas passivas exigem um esforço mental maior do que as ativas. A observação, muitas vezes, demanda mais de seu cérebro do que a ação.

Por isso, é mais fácil diversificar sua concentração do que manter-se focado em uma só atividade, durante um longo período de tempo. Apenas ler a matéria, pode deixar você entediado e cansado com maior rapidez.

Supere a procrastinação

Quem tem uma rotina pesada pode interpretar a ideia de estudar diariamente como desagradável ou cansativa. Isso faz você tentar adiar suas tarefas pelo maior tempo possível e, até mesmo, impede você de começar a cumpri-las.

Isso porque, quando o seu cérebro concebe uma atividade como “chata de fazer”, ele, automaticamente, muda o foco para as atividades mais prazerosas, para que você se sinta melhor por um tempo. Mas, quando relembra o que precisa ser feito, o sentimento negativo retorna.

Para superar essa negatividade, em primeiro lugar, é preciso entender o que está fazendo você se sentir assim. Talvez a possibilidade de aprovação não esteja motivando você a estudar. É possível que você se sinta pressionado ou ansioso por focar diretamente no resultado final e pensamentos como “tenho que passar nessa prova” estejam atrapalhando seus estudos.

Quando você volta a sua atenção para o processo de aprendizado e lembra que é preciso dar um passo de cada vez, o desconforto inicial pode desaparecer. Uma dica é trocar o pensamento “preciso aprender X, Y e Z” por “vou dedicar um pouco do meu tempo para aprender X, Y e Z e, para isso, vou começar agora por X”.

Seja persistente

Nunca se proponha a prestar um concurso sem ter passado por uma longa preparação. Enfiar toda a matéria na sua cabeça, poucas semanas antes da prova, pode ser nocivo para o seu aprendizado, além de aumentar as suas chances de esquecer tudo e sofrer o temido “branco”.

Isso acontece porque, ao consolidar a memória, seu cérebro enfraquece as lembranças menos importantes. Nesses momentos, ele fortalece a lembrança do que ele considera essencial, devido ao fator emocional e de repetição.

Dividir os assuntos importantes e relembrá-los ao final de cada dia é o que vai construir uma base sólida para a retenção de conteúdo. Por isso, é preciso ter disciplina, motivação e persistência para não deixar para depois os estudos diários.

Agora que você já sabe como estudar para concurso público, lembre-se da importância de reservar um tempo para o descanso. Passar dias e noites na frente dos livros pode ser estressante. Por isso, o ideal é cuidar da alimentação e não deixar os momentos de lazer de lado, para que sua saúde não acabe prejudicada.

Bons estudos!!!

Fonte: Jus Brasil

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!