Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Desembargadora que tirou filho traficante da cadeia pessoalmente, deverá ser punida pelo CNJ

goo.gl/rBRS2d | A atuação sinistra da presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TER-MS) deverá receber severa punição por parte do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A denúncia feita pela imprensa e repercutida neste domingo (30) pelo programa Fantástico da Rede Globo (veja o vídeo no final da matéria), ganhou enorme repercussão, evidenciando uma repugnante atuação da magistrada em favor do filho, Breno Fernando Solon Borges, flagrado transportando 129 kg de maconha, munição e arma.

O envolvimento do rapaz com drogas é antigo. Mesmo ciente da situação, a desembargadora Tânia Borges cedia sua monumental chácara localizada na estrada EW 5 no loteamento denominada Chácara dos Poderes, em Campo Grande (MS), para que o rapaz promovesse festas regadas a muita bebida, drogas e orgias.

O local era também utilizado para que o rapaz realizasse negócios e negociatas no submundo do crime.

A mãe, no mínimo, desconfiava da vida torta do filho, fato revelado numa gravação capturada pela Polícia Federal, onde o rapaz trama atos marginais com um outro traficante, mas comenta que precisaria retornar para Campo Grande, ‘para que a mãe não desconfiasse’.

No dia 8 de abril, Breno foi preso em flagrante.

Neste domingo (30) o Fantástico revelou que a desembargadora foi pessoalmente ao presídio para soltar o filho. Para tanto, ela ignorou os procedimentos legais e deu a velha ‘carteirada’ para conseguir a liberação do rapaz.

Confira o vídeo da reportagem aqui.

Fonte: Jornal da Cidade Online

17 comentários :

  1. Só uma vaca hipócrita que pensa que pode tudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vaca e sua mae seu filha da puta,quem vc pensa que e pra falar assim de uma pessoa que vc nem conhece,nao sabe o que ela ja passou nem o que ela ja fez e chegou aonde esta por merito nao por favores,quem errou foi o filho nao ela e se vc nao le o processo continua e ele vai responder pelos seus atos babaca corno

      Excluir
    2. Anônimo1/8/17 12:00

      "Quem errou foi o filho não ela" ATA. A mulher dá carteirada pra tirar filho traficante da cadeia e não tá errada. AHAM, Tá certinho campeão!

      Excluir
    3. Por esse pensamento e que o Pais esta essa merda se valer do dinheiro e do conhecimentos com "os colegas" para tirar um Bandido criminoso da responsabilidade de responder por seus erros.

      Excluir
  2. Ela.tao mau caráter quando o filho dois lixos

    ResponderExcluir
  3. Justiça1/8/17 16:57

    Tenho fé no CNJ, essa senhora que deveria dar exemplo de equidade na lei e o filho traficante irão pagar, a sociedade corre um grande risco com esse marginal solto.
    Parabéns à polícia Federal pela prisão desse marginal traficante.
    Parabéns ao Corregedor do CNJ Ministro João Otávio de Noronha pela iniciativa de apurar a soltura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo6/8/17 23:13

      Vergonha vergonha, a corregedoria só esta no caso por ter tomado uma repercussão nacional graças a GLOBO que manda na opinião de um povo que só pensa se ver a T.V

      Excluir
  4. Anônimo1/8/17 17:09

    Carlos Alberto Lopes, como se vê no seu comentário vc é uma pessoa muito educada, tanto no que escreveu como nos seus princípios..... Não interessa o que a desembargadora fez no passado ou como chegou ao cargo, o ponto chave da questão é que ela usou do cargo para soltar o filho. Vc já viu algum juiz levar alvará de soltura para alguém na porta do presídio. A responsabilidade para soltar era do juiz local e ela o ignorou. Outro ponto porque soltar um marginal tão perigoso com uma desculpa tão esfarrapada. No meu ponto de vista a lei é para todos.... Mas para vc a lei é para os pobres. Felizmente as coisas estão mudando, princípios estão mudando.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo1/8/17 17:26

    Esse Carlos Alberto ta paressendo que é o da Praça e nossa e pra agente ri com esse comentário dele kkkkk justiça vai ser feita que vc queira ou não é obrigado pelo seu comentário tava precisando de sorri um pouco kkkkk

    ResponderExcluir
  6. Anônimo1/8/17 19:01

    Gente é surreal isso! Independente do que ela fez no passado para conseguir o cargo, ela errou feio! Ignorou o juiz responsável e deu carteirada sim! Espero que seja punida tanto quanto o filho. Mas infelizmente tudo nesse país é uma piada de mau gosto e já já esse traficante estará solto a desembargadora rindo da cara de todos.

    ResponderExcluir
  7. Só espero que a justiça não espere esse bandido matar alguém! Ela em seu momento está agindo como mãe e acaba ignorando todos os procedimentos legais! Não a julgo porém a justiça tem que intervir urgentemente pois está mais que provado que esse RAPAZ e de altemente perigoso para a sociedade! Lamentável!

    ResponderExcluir
  8. Anônimo1/8/17 22:45

    Os frutos mostram se a árvore é boa ou ruim...

    ResponderExcluir
  9. Anônimo1/8/17 23:07

    O filho pode ser o que for, mas uma mãe sempre defende o filho. É natural que seja assim e o dia que isso mudar, a humanidade está perdida. Justo que ela seja punida por usar o cargo indevidamente, mas também é plenamente compreensível.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo2/8/17 09:43

    Esse Carlos Alberto é um FDP quanto essa vaca vagabunda dessa dessebargadora que pensa que está acima da leisvais pagar no rigor daleis. E vc Carla aberto te aconselho ficar quieto nem mais um pio bosta senão vai ficar caro pra ti

    ResponderExcluir
  11. Anônimo6/8/17 22:06

    um tiro no próprio pé, é só o começo da colheita do que foi plantado...Somos todos falíveis e colhemos de alguma maneira o que plantamos, nada fica sem resposta

    ResponderExcluir
  12. Anônimo8/8/17 16:31

    Apesar de ser uma pessoa de referência, a mãe se torna tão corrupta quanto o filho, ainda mais para alguém que trabalha a favor da justiça, devendo reforçar a igualdade para todos.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!