Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Secretaria de segurança pública apura falsa cartilha que manda PM se impor a juiz

goo.gl/h9phYa | A SSP-SC (Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina) determinou abertura de sindicância para apurar o responsável por espalhar uma "cartilha" que circula em grupos de policiais militares de diversos Estados orientando PMs a se imporem diante de juízes em audiências de custódia.

Nesta semana, dois policiais militares de Campinas, no interior paulista, foram detidos em dias diferentes por se negarem a fazer escolta de detentos da carceragem à sala da audiência de custódia do Fórum da Comarca de Campinas.

A imagem que circula em grupos de WhatsApp de policiais, inclusive paulistas, se intitula "policial militar e juiz de direito — quem manda menos?" e diz ser uma "cartilha aos policiais militares e civis de Balneário Camboriú e região", em Santa Catarina.

Segundo a Secretaria de Segurança de Santa Catarina, a imagem surgiu em um grupo de WhatsApp e viralizou. A pasta diz que são “coisas de redes sociais”.

O texto da imagem sugere que os PMs “se imponham diante das humilhações” e diz que “juiz não manda em policial militar e tampouco diz se é legal ou ilegal uma prisão”.

Procurado pelo R7 para analisar a cartilha, o tenente-coronel PM Adilson Paes de Souza, especialista em direitos humanos, classificou o conteúdo como "absurdo". "A imagem representa postura típica de policiais militares que se acham acima da lei", afirma.

A SSP-SC diz que tem conhecimento da circulação desta imagem, mas afirma que “obviamente” não é oficial da pasta, sequer segue as orientações dada pela secretaria aos policiais militares do Estado.

Fonte: noticias.r7.com

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!