Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Advogada é presa acusada de ser informante de traficantes e por lavagem de dinheiro

goo.gl/QpTvbP | Uma advogada foi presa nesta segunda-feira acusada de lavagem de dinheiro e de ser informante de criminosos como Márcio Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, um dos chefes de uma facção criminosa do Rio e Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco.

A prisão de Beatriz da Silva Costa de Souza foi expedida pela 33ª Vara Criminal e foi cumprida por policiais do Núcleo de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (NUCC-LD), da Polícia Civil. A advogada teve prisão decretada em 2010, após ser flagrada em diálogos captados em interceptação telefônica com VP e Elias Maluco. A pena dela será de quatro anos de prisão.



Imóvel comprado para mulher de traficante no Méier teve Beatriz como laranja

Na mesma ação também foram condenados pelo crime de lavagem de dinheiro o criminoso Marco Antônio Pereira Firmino, conhecido como My Thor, atualmente detento do Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná, e sua esposa Rosimeri Fernandes de Lima, que permanece foragida. Ele foi condenado de seis anos de prisão e ela a uma pena de três anos e oito meses.

De acordo com a Justiça, Beatriz funcionou como "laranja" na compra de um imóvel na Rua Aquidabã, no Méier, no ano de 2010, utilizado como residência de Rosimeri. Na ação, foi decretada a perda do imóvel em favor do estado do Rio de Janeiro.

No mesmo ano, a advogada foi impedida de visitar detentos no Presídio Federal de Cantanduvas, após ser flagrada em conversas com My Thor sobre compras de fuzis para a facção. Em nota divulgada pela Polícia Civil, o delegado Flávio Porto, do NUCC-LD, afirma que a prisão de Beatriz "fechou uma porta" para a lavagem de dinheiro praticada pelos criminosos e restringe a comunicação dos chefes da facção com bandidos soltos.

Fonte: extra.globo.com

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!