Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Juíza cita 'brilhantismo' e 'voz inigualável' para proibir show de Caetano em ocupação

goo.gl/Zndyne | Uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo proibiu nesta segunda-feira a realização de um show de Caetano Veloso na Povo Sem Medo, do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), em São Bernardo do Campo. A empresária e mulher de Caetano, Paula Lavigne, chegou a ir ao Fórum de São Bernardo tentar reverter a decisão, mas não conseguiu.

— Nós não estamos aqui para fazer guerra, estamos em missão de paz. E vamos fazer tudo certo. Mas uma coisa eu prometo: nós ainda vamos fazer esse show — disse Paula Lavigne aos sem-teto da ocupação.



Caetano Veloso chega à ocupação do MTST em São Bernardo do Campo - NELSON ALMEIDA / AFP

No despacho, a juíza Ida Ines Del Cid afirmou que o brilhantismo de Caetano atrairá muitas pessoas para o local que, segundo a magistrada, não possui estrutura para receber um show.

"Seu brilhantismo atrairá muitas pessoas para o local, o que certamente colocaria em risco estas mesmas, porque, como ressaltado, não há estrutura para shows, ainda mais, de artista tão querido pelo público, por interpretar canções lindíssimas, com voz inigualável", disse a juíza que destacou que o povo merece acesso a shows artísticos, mas desde que sejam atendidos certos requisitos, que não estariam presentes no caso da ocupação em São Bernardo do Campo.

A juíza impôs uma multa de R$ 500 mil caso a ordem seja descumprida e o show, realizado. Em nota, a Prefeitura de São Bernardo do Campo disse que tomará medidas para cumprir a ordem judicial solcitando apoio da Polícia Militar. A Prefeitura reiterou que Caetano Veloso poderá realizar o evento no município quando desejar, desde que cumpra a legislação municipal como outros artistas.

Entrada de equipamentos proibida

Mais cedo, a prefeitura de São Bernardo, sob gestão de Orlando Morando, do PSDB, impediu a entrada de equipamentos de som do compositor.

Paula Lavigne - acompanhada de Alinne Moraes, Sonia Braga, Leticia Sabatella e Marina Person, entre outros artistas - chegou a ir à sede do governo municipal para tentar liberar o equipamento, mas não obteve sucesso.

De acordo com a nota da Prefeitura de São Bernardo do Campo, a comissão de artistas foi recebida pela chefe de gabinete e os secretários das pastas de Governo, Assuntos Jurídicos e Ação Governamental, que expuseram as preocupações da Administração em realizar o evento sem oferecer total segurança.

No domingo, Caetano anunciou o show em seu perfil no Instagram: "Estamos juntos em defesa das causas que são justas. O terreno da #OcupaçãoPovoSemMedo, em São Bernardo do Campo, está sem uso há 40 anos, com mais de R$ 500 mil de dívida de IPTU, descumprindo todas as leis sobre direito à propriedade e a Constituição".



Acampamento de sem-teto ocupa terreno de construtora em São Bernardo, no ABC - Edilson Dantas / Agência O Globo

Iniciada em setembro, a ocupação é hoje a segunda maior do movimento. Os manifestantes pedem a construção de moradias populares no terreno, que é da construtora MZM.

O cantor e compositor tem se manifestado em repúdio à repressão às artes, por meio do movimento #342artes, articulado por Paula. O posicionamento rendeu a ele ataques do Movimento Brasil Livre (MBL) e simpatizantes, aos quais ele respondeu com uma ação judicial.

Na terça-feira, uma marcha sairá do acampamento às 6h em direção ao Palácio dos Bandeirantes. No Instagram de Caetano, há a convocação: "Quem quiser se somar, haverá uma concentração às 13h na estação Morumbi da CPTM. Estão todos convidados! Tragam doações de alimentos não perecíveis."

Por Flávio Freire
Fonte: oglobo.globo.com

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!