Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Prisão perpétua: queimou o filho de quatro anos até à morte por achar que era um canibal

goo.gl/bcKdbr | Amelia DiStasio, de  23 anos, ateou fogo ao filho, de quatro anos, dentro de uma banheira, provocando a sua morte, reporta a polícia norte-americana.

O alerta foi dado pelos vizinhos quando deram conta de que uma grande quantidade de fumo estava a sair do apartamento, em Milwaukee.

Quando chegaram ao local, as autoridades encontraram o corpo de Antonio DiStasio gravemente queimado . A criança estaria com as mãos amarradas com sete cintos e com um saco de plástico a cobrir-lhe a cabeça.

Na casa de banho, foi encontrada uma garrafa de óleo alimentar.

No dia anterior, os vizinhos contam que ouviram a criança, que sofria de austismo, a pedir à mãe que não lhe batesse. Amelia não estaria no apartamento quando a polícia chegou mas foi encontrada momentos mais tarde a deambular pela rua. As autoridades viriam a descobrir, através do seu telemóvel, que tinha andado a pesquisar como se matava um canibal. Faria parte ainda de um fórum onde terá feito essa mesma questão, e responderam-lhe que o devia queimar vivo e regá-lo com óleo, reporta o Mirror.

A mulher enfrenta agora uma pena de prisão perpétua. O pai diz-se chocado com o sucedido e revela que a filha sofre de problemas mentais.

Fonte: www.noticiasaominuto.com

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!