Advogado consegue liminar na Justiça para entrar com cachorro em apart hotel

Nenhum comentário
goo.gl/5LShT2 | O advogado Miguel Blajchman teve que apelar à Justiça para ter o direito de entrar com seu cachorro de estimação no apart hotel em que mora, em Copacabana.

O buldogue francês Teriaky, de 2 anos, foi barrado por causa de uma cláusula da convenção do prédio comercial.

Numa liminar, o desembargador Edson Vasconcelos, da 17ª Câmara Cível do TJ do Rio, concluiu não haver risco às demais pessoas e garantiu a Miguel o direito de entrar com Teriaky em casa.

Lembrando...

Nélida Pinõn, a escritora, enfrentou problema parecido e também ganhou na Justiça o direito de passear com Gravetinho, seu pinscher de onze anos, no playground de seu prédio, na Epitácio Pessoa, na Lagoa.

Seu advogado à época defendeu a tese de que Gravetinho Piñon também é morador e, como tal, tem direito de circular pelas áreas comuns do condomínio.

Gravetinho era como um filho para Nélida e morreu em julho deste ano, deixando-a inconsolável.

Por Fernanda Pontes
Fonte: blogs.oglobo.globo.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!