Delegado que matou advogado deve responder por homicídio triplamente qualificado

Nenhum comentário
goo.gl/jnT7nR | Manaus/AM - O delegado Gustavo Sotero que matou o advogado Wilson Justo, deve responder por homicídio triplamente qualificado. Segundo o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) a denúncia já foi apresentada e está pautada no artigo 121 do código penal que caracteriza o crime por motivo fútil, sem chance de defesa para vítima e perigo comum.

Sotero matou Wilson e atirou em outras três pessoas no último dia 25 de novembro, no clube de rock Porão do Alemão. Entre as vítimas está Fabíola Rodrigues Pinto de oliveira, esposa do advogado que foi atingida com um tiro na perna.

O delegado justificou a ação como legítima defesa, mas o depoimento de testemunhas e a quantidade de tiro disparados por ele, contradizem essa versão. Sotero está preso desde o o dia do crime e aguarda a conclusão dos laudos periciais.

Fonte: www.portaldoholanda.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!