Advogado é preso após ser flagrado jogando celulares para detento em cela

Nenhum comentário
goo.gl/5wF6Eh | Um advogado de 45 anos, identificado como Wesley Cesar Tofoli Cardoso, foi levado para a Delegacia de Polícia de Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia, nesta segunda-feira (22/01), depois de tentar entregar dois aparelhos celulares, carregadores e fones de ouvido para um preso que esperava sua audiência em uma cela no Fórum do município. No Fórum, os advogados têm o direito de não serem revistados.



Dois aparelhos celulares que o advogado tinha jogado para o preso

Segundo a Polícia Civil (PC), o advogado pediu a três agentes que estavam fazendo a escolta no local para falar com seu cliente. Após conseguir a liberação, ele foi flagrado lançando os eletrônicos para o interior da cela, cobertos com uma fita isolante e, posteriormente foi contido pelos agentes prisionais.

Após o ocorrido, um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Goiás foi até o Fórum para se informar sobre os fatos. Um processo criminal foi instaurado contra o advogado. O processo foi enquadrado no artigo 349-A do Código Penal Brasileiro. A pena é inferior a dois anos de prisão.

Por Gislaine Xavier
Fonte: www.dm.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!