Mulher se recusa a ser atendida por negra e é presa em flagrante por injúria racial

Nenhum comentário
goo.gl/N3dQHB | Uma mulher foi detida na tarde de sábado, 6, acusada de cometer crime de injúria racial contra uma pessoa enquanto era atendida na delicatessen Bonjour, localizada no bairro da Pituba, em Salvador. O caso aconteceu por volta das 15h, na rua São Paulo.

De acordo com a Polícia Militar (PM-BA), a mulher, cujo nome não foi divulgado, quando viu que seria atendida por uma funcionária negra, recusou-se e passou a ofendê-la. Uma outra cliente que testemunhou a reação da mulher, interveio e acionou a polícia, que esteve no local.

Ainda de conforme a PM, a agressora, que tentou fugir, ainda teria desacatado um policial, também negro. Ela foi conduzida para a 16ª Delegacia Territorial (DT/Pituba), porém, como o delegado não estava presente, a mulher foi apresentada na Central de Flagrantes, na antiga região do Iguatemi, onde a ocorrência foi registrada. Não há informações se ela foi liberada.

Por meio de nota, o estabelecimento repudiou a situação. "Reforçamos nossa extrema ojeriza a qualquer tipo de atitude preconceituosa. Há mais de 10 anos, desde a sua inauguração, que o staff da Bonjour é formado, em sua grande maioria, de trabalhadores negros - dos quais a Bonjour tem muito orgulho em tê-los em sua equipe. Repudiamos a atitude e esperamos que a mesma não se repita: seja ela em qualquer outra circunstância".

Fonte: www.atarde.uol.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!