Futuros advogados frustrados: a valorização do estagiário de Direito - Por Igor Leite

5 comentários
goo.gl/C4p9Lm | Gostaria de começar o ano levantando uma discussão que considero bastante relevante. Eu estava lendo um desses grupos de facebook para advogados iniciantes e me deparei com um post que perguntava qual era o valor da bolsa que os advogados costumavam pagar para seus estagiários. Algumas respostas me espantaram!

Vejo centenas de advogados, todos os dias, reclamando da baixa valorização do seu trabalho. "As pessoas não querem pagar advogados, querem consultas de graça, acham que advogado não estudou, acham que advogado não paga conta."

Eu, enquanto estudante de direito, procurei me aprofundar sobre esse assunto e entender um pouco melhor os motivos disso acontecer, e o martelo que mais bate na minha cabeça é: O advogado valoriza o futuro advogado?

Nesse grupo que eu relatei, vi respostas que me fizeram acreditar que nem o próprio advogado valoriza a sua classe. Coisas do tipo:

Pago apenas o transporte, estágio tem que ser voluntário.

Será este, o mesmo advogado que acha um absurdo responder uma dúvida jurídica?

Ofereço bolsa de R$ 300,00. Tem gente que faz de graça.

E teve algumas outras barbaridades, que me fizeram ver a raíz do problema para valorização da classe de advogados no nosso país. Senhores advogados, a valorização do advogado começa de cedo. Valorize o seu estagiário!

Por favor, comentem! Você já estagiou e se sentiu desvalorizado? Você advogado, valoriza o seu estagiário? O que podemos fazer para valorizar mais a classe de advogados no Brasil?

Se concorda comigo, não esqueça de 💚 👆 recomendar a leitura. Isso ajuda a fazer com que outras pessoas exponham opinião sobre o assunto!

Por Igor Leite
Fonte: Jus Brasil

5 comentários

  1. Pode ser uma verdade! Mas tb acredito que o pagamento em valores inferiores a uma salário ou, até mesmo na forma de bolsa ajuda, ajude a construir o próprio estudante como um profissional. As vezes muitos se acomodam sabendo que vão receber de qualquer forma um bom valor e, nessa fase, o ideal é mesmo buscar conhecimento e crescimento técnico e prático para, então, ter seu "lugar ao sol".
    Fique claro que não defendo maus pagamentos ao profissional formado que tb possui contas a pagar. O que acredito é que o estagiário deve receber um valor sim, menor, claro pois o estágio serve para explorar seu desempenho, além do mais deve possuir carga horária reduzida e sempre é imprescindível para que o aluno se forme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que o "estagiário receber valor menor" para alguns advogados é R$ 400,00 por mês, as vezes sem VT, por seis horas de estágio. Isso não paga nem nossos livros. Já vi estágio (não participei, mas vi a vaga), que oferecia R$ 260,00. É um absurdo.
      Isso desanima a gente. :(

      Excluir
  2. E não passe fome, Bebel Marks

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Além da desvalorização no que tange sobre a questão financeira, um outro problema que tenho visto frequentemente, enquanto estudante de direito, é a utilização do estagiário com um secretário realizando apenas serviços administrativos e/ou fazendo o "cafezinho" no escritório. Assim, o conhecimento técnico acaba ficando muito vago.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!