Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Diarista coloca cabelo à venda em rede social para comprar material escolar dos filhos

goo.gl/uaNhdU | Uma mulher residente em Macapá, no Estado do Amapá, ganhou destaque na internet ao anunciar a venda do próprio cabelo em rede social para uma finalidade mais do que nobre: comprar material escolar para os filhos. Marilda Lobato, 36 anos, se viu alternativa após perder o emprego de doméstica. Mãe de quatro filhos, ela afirma não ter condições para custear o material escolar deles.

“Estou há dois meses desempregada e tenho quatro filhos para criar. A situação está difícil e cada vez mais as coisas ficam mais caras. E no momento de desespero, vender meu cabelo foi a forma que achei para tentar conseguir algum dinheiro”, explicou Marilda.



A diarista divulgou a oferta em vários grupos do Facebook. Ela pretende vender três palmos de cabelo, estimados em R$ 500. Em uma postagem de Marilda, na OLX, o alcance foi de 1,1 mil pessoas, até a última atualização desta reportagem.



Familia mora de aluguel em uma áera de periferia, no bairro Pedrinhas, Zona Sul 
Foto: Reprodução - Jorge Abreu/G1

Apesar da repercussão, Marilda afirma que nem todos os comentários são positivos, mas destaca que vai continuar sonhando com uma vida melhor. “Já fui muito criticada por pessoas que não conhecem a minha situação. Falaram que era apenas para chamar a atenção. Eu não disse pra ninguém sobre essa escolha. Meu marido até se assustou quando viu. Mas, no momento de dificuldade, meus filhos são minha prioridade”, disse.



Diarista destaca que se preocupa com o futuro dos filhos 
Foto: Reprodução - Jorge Abreu/G1

Segundo a diarista, o cabelo está livre de químicas e não é cortado há dois anos. Ela relata que abdicou de muitas coisas para cuidar dos filhos e que uma delas foi o estudo, mas que vai abrir mão dos fios longos para ajudar na educação deles.

A família mora de aluguel em uma área de periferia localizada no bairro Pedrinhas, Zona Sul. Aluguel, comida, roupas e outras despesas têm sido preocupações que tiram o sono de Marilda. Para ela, a formação dos filhos é o que pode trazer uma melhoria para todos.

“Tenho aluguel e muitas contas para pagar. Não tenho vergonha de falar que já passei fome, mas jamais vou abandonar meus filhos. Deus me deu o privilégio de me dá eles para cuidar, então é o que vou fazer enquanto eu tiver saúde”, completa Marilda.

Com informações da Rede Amazônica/portal G1

Fonte: tnonline.uol.com.br

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!