Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Jovem fã da Mangueira vai à festa de formatura vestido de porta-bandeira, em PE

goo.gl/YVouES | O jovem Guilherme Silva, de 22 anos, é tão fã da escola de samba Mangueira que foi vestido de porta-bandeira para sua festa de formatura do curso de Educação Física na Universidade Federal de Pernambuco, no último sábado. A fantasia, com direito a muitas plumas e paetês, foi ele mesmo quem fez. Até mesmo a direção da escola o parabenizou pela iniciativa.



O jovem fã de samba é conhecido como Guilherme Mangueira entre seus amigos e parentes Foto: Arquivo pessoal

— Foi incrível. Sou da comissão de formatura e todo mundo tinha direito a um minuto (para sua própria apresentação). Mas para mim coloquei dois minutos e 40 segundos (risos). Eles fizeram a entrada de todo mundo. Foi mágico. Eu estava escondido e, então, na hora que entrei, começou a tocar aquela música do Gonzaguinha, sabe? — afirmou o recém-formado, em referência a "O que é, o que é?". — "Viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar e cantar..." — completou, cantando, ainda emocionado.

Apesar de ter considerado a entrada como "incrível", Guilherme frisou o quanto foi marcante o momento em tocou, em seguida, o samba enredo da Mangueira de 2002.

— Todo mundo cantou junto — disse, lembrando a letra da música: "Vou invadir o Nordeste, seu cabra da peste, sou Mangueira. Com forró e xaxado, o filho do chão rachado, vem com a Estação Primeira", quando a escola desfilou com o enredo "Brazil com 'z' é pra cabra da peste, Brasil com 's' é nação do Nordeste".



Guilherme chegou à formatura com terno rosa e verde Foto: Arquivo pessoal

A ideia de entrar com a vestimenta volumosa veio logo depois do carnaval deste ano. Só para confeccionar a roupa, o jovem precisou de três dias. Quanto ao terno verde e rosa, que ele usava ao chegar ao local do baile, contou ter mandado fazer no Rio de Janeiro.

— Não sofri preconceito. Acho que quando uma pessoa é bem resolvida e se aceita como é, as pessoas passam a respeitar. Para fazer a entrada, na apresentação de meia noite e meia, fui me trocar para surpreender a todos do início ao fim — contou.

Assim que ele, de porta-bandeira, tomou o primeiro passo adentro do salão, os colegas não tardaram a gravar a cena. As imagens mostram Guilherme Mangueira, como ele é conhecido entre os amigos e a família, surpreendendo os convidados ao som de "O que é, o que é?", de Gonzaguinha.

Ele explicou que chegou à festa com um terno rosa com detalhes verdes, cores da sua escola do coração, mas que, conforme se aproximava a hora de se apresentar, foi para outro cômodo da casa de festas se trocar. O pernambucano ficou escondido até que chegasse a sua hora de brilhar na pista de dança.

— Eu sou sambista mangueirense. Todo ano vou para o Rio no carnaval. No ano passado, fui na semana do samba e aproveitei para pegar muitas coisas que eles jogam fora como as plumas e paetês — disse Guilherme, que tem uma máquina de costura em casa e já tinha o costume — e talento — para fabricar roupas e fantasias.



Guilherme confeccionou a fantasia de porta-bandeira que usou na festa de formatura Foto: Arquivo pessoal

Nascido em Recife, o sambista lembrou da vez em que criou uma fantasia para uma apresentação de dança que fez na faculdade.

Sobre a forma de comemorar a conclusão do curso, disse que não sentiu qualquer vergonha.

— Não vou ter vergonha não. É um momento único na minha vida. Foi maravilhoso, eu parecia um famoso. Até a casa de cerimônia fez foto e publicou no Facebook e no Instagram — celebrou.



Fantasia depois de pronta Foto: Arquivo pessoal

Além da casa de festas, a própria escola de samba Mangueira fez um post em sua página.

"A diretoria da Estação Primeira de Mangueira na pessoa do nosso presidente Chiquinho da Mangueira parabeniza o jovem Guilherme, que está se formando em Educação Física pela Universidade Federal de Pernambuco. Para o baile de formatura o mangueirense escolheu um elegante terno verde e rosa para comemorar este momento tão especial ao lado dos amigos, professores e familiares. Guilherme sinta-se abraçado por toda nação mangueirense!", diz a publicação.

Por Louise Queiroga
Fonte: extra.globo.com

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!