Mercadorias de luxo: mulher se passava por delegada para aplicar golpes em lojas de grife

Nenhum comentário
goo.gl/eNrQEB | Uma mulher foi presa em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, por se passar por delegada da polícia civil para aplicar golpes. De acordo com informações do delegado Gilmar Rodrigues, que apresentou o caso nesta sexta-feira, na casa da suspeita foram encontrados cerca de R$ 200 mil em mercadorias de luxo, como óculos Dior, bolsa Givenchy, relógios Technos e ainda roupas e sapatos.



Produtos apreendidos na casa da estelionatária. Foto: PCPE/Divulgação

De acordo com a polícia, Shimener Paula Francisca Costa Ramos, de 33 anos, se passava por delegada e fazia pedidos nas lojas de grifes e não pagava os boletos e ainda convidava pessoas para que elas deixassem os bens para que ela os revendesse e não reavia o valor do produto. "Ela levava o companheiro que é policial e dava uma carteirada, retirava os produtos e nunca pagava os boletos em lojas de grife. Ela visitava as lojas e conseguia que as pessoas deixassem seus bens, ela revendia e não pagava a ninguém", comenta.



Produtos apreendidos na casa da estelionatária. Foto: PCPE/Divulgação

O caso foi denunciado por mais de 50 pessoas de todo o estado, motivando vários processos, queixas e cerca de 15 inquéritos policiais na Região Metropolitana do Recife e em cidades do Agreste, como Caruaru. Ainda de acordo com o delegado, as vítimas também fizeram empréstimos, perderam bens e muitas estão até com problemas de saúde após ficarem endividadas. Uma delas somou um prejuízo de R$ 4 mil. A suspeita foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina e vai responder pelos crimes de estelionato, furto e apropriação indébita.



Produtos apreendidos na casa da estelionatária. Foto: PCPE/Divulgação

Fonte: www.diariodepernambuco.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!