Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Faltei o serviço! Será que posso ser realmente demitido? Por Reges Soares

goo.gl/G8TbXB | "Fui para a balada cheguei tarde e fiquei dormindo o dia todo."

"Estava chovendo e fiquei com preguiça."

"Fiquei bebendo a noite toda em um churrasco e acordei de ressaca e não fui ao serviço."

São esses os motivos além de outros que algumas pessoas faltam injustificadamente ao trabalho e quando é chegado o dia do pagamento ficam surpresas.

Faltar sem justificativa ao trabalho, o que pode acontecer?


A legislação trabalhista acolhe determinadas situações em que o empregado poderá deixar de comparecer ao serviço, sem prejuízo do salário.

Mas o objetivo aqui e tratarmos as consequências sobre faltas sem justificativas, e, em uma outra postagem vamos abordar em quais circunstâncias o empregado pode faltar ao trabalho sem nenhum prejuízo de salário.

Pois bem. Quais são as consequências então se a pessoa “MATAR O SERVIÇO”!!!

A legislação trabalhista prevê como consequência para quem falta ao serviço e não dá nenhuma justificativa o seguinte:

1. DESCONTO DO DIA DE TRABALHO

Haverá o desconto do dia faltado no salário do empregado.

2. DESCONTO DO DESCANSO SEMANAL REMUNERADO

O empregado perde a remuneração do dia de repouso quando não tiver cumprido integralmente a jornada de trabalho da semana.

3. DESCONTO DO FERIADO

Se na semana tiver algum feriado, perderá o direito do valor dia respectivo.

4. REFLEXO NAS FÉRIAS.

Outra consequência também por ter faltado ao trabalho sem nenhuma justificativa permitida em lei é o REFLEXO NAS FÉRIAS.

O trabalhador terá direito a FÉRIAS após cada período de vigência do contrato de trabalho, caso falte ao trabalho injustificadamente irá interferir no tempo das férias, conforme destacado abaixo:

➡ Se não houver mais de 5 faltas, o empregado tem direito a 30 dias corridos de férias;

➡ Se houver de 6 a 14 faltas, o empregado tem direito 24 dias corridos de férias;

➡ Se houver de 15 a 25 faltas, o empregado tem direito 18 dias corridos de férias;

➡ Se houver de 24 a 32 faltas, o empregado tem direito 12 dias corridos de férias;

➡ Se faltar mais de 32 vezes, o empregado perderá o direito a férias.


Certo, entendi! Mas se caso eu faltar ao serviço sem justificativa legal, posso ser demitido?


Pois bem, em primeiro lugar, caso o empregado falte uma ou duas vezes poderá levar apenas uma advertência (verbal ou escrita).

Após faltar ao serviço o empregador poderá advertir o empregado primeiramente e caso faltar ao serviço novamente poderá o empregador aplicar uma suspensão no contrato de trabalho de até 30 dias, e caso isso ocorra o empregado não recebe.

Havendo advertência e suspensão do contrato, poderá o empregado ser DEMITIDO POR JUSTA CAUSA (conhecida como desídia do empregado).

Outra situação é faltar injustificadamente por mais de 30 dias consecutivos configura abandono de emprego, e como consequência haverá a DEMISSÃO POR JUSTA CAUSA TAMBÉM.



Fique atento às faltas, Para evitar futuros prejuízos e surpresas. Também é importante conferir se as faltas justificadas estão sendo corretamente abonadas pelo empregador, pois, nesses casos, havendo desconto , este será indevido.

_________________________________

Gostou do artigo? então... Compartilhe com seus amigos ✅ ,deixe seu comentário, caso reste alguma dúvidas pergunte no tópico a baixo.

Curta nossa página no facebook clicando no pelo link abaixo:

https://www.facebook.com/nobregarochasoaresadvogados/

Fique por dentro dos seus ⚖️ direitos, acompanhando nossas postagens.

Por Reges Soares - Advogado Trabalhista, Trabalhista Empresarial e Consultor
Especialista em direito do trabalho e processual trabalhista, atuante na área administrativa e contenciosa trabalhista. Pós-graduado em Direito Penal e Processo Penal pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Marabá- PA. Membro da Comissão de Direitos Difusos e Coletivos da OAB/TO. Fundador e Sócio do Escritório Nóbrega, Rocha & Soares Advocacia - Gurupi/TO.
Fonte: Jus Brasil

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!