'Horário para fechar, mas não para abrir': dono de bar faz sucesso ao burlar lei com 'jeitinho'

7 comentários
goo.gl/sJR6j8 | Para evitar prejuízos, empresário pensou em estratégia baseada na própria legislação municipal para manter seu negócio funcionando após o horário permitido sem ser multado.

Luiz Capelão é empresário e dono do bar
Luiz Capelão é um empresário dono de um bar na cidade de Viçosa, a 230 quilômetros da capital mineira, Belo Horizonte. Conhecido na região por seu jeito sincero demais e por suas estratégias de marketing ortodoxas, como dar ordens aos clientes e criticar quem pede pratos baratos, ele viralizou nas redes sociais nas últimas semanas após pensar uma estratégia baseada na legislação para conseguir burlá-la e permanecer com seu negócio aberto sem sofrer multas.

Uma lei municipal estabelece às 2 da manhã como o horário máximo para o funcionamento de estabelecimentos como bares e restaurantes. Mas, de acordo com o empresário, é exatamente neste período que o seu bar está mais cheio.

Como saída para burlar a legislação, ele ordenou que seus clientes, às 2h, saíssem do local e ficassem alojados em uma praça próxima ao bar. O estabelecimento foi fechado por Capelão e, cinco minutos, surgiu reaberto para a reentrada do público.

No momento em que a fiscalização foi acionada e chegou ao bar, Luiz Capelão foi questionado sobre o motivo de seu bar ainda estar funcionando após às 2h e intimado a baixar as portas. Aos fiscais, ele mostrou a legislação municipal e disse: "Olha só. Tem hora para fechar o bar, mas não para abrir. Meu bar abre às 2h05. Sinto muito".

De acordo com O Viral, o empresário está sendo chamado pela sociedade boêmia da cidade mineira de "mito" e "gênio".

Fonte: www.jornaldotocantins.com.br

7 comentários

  1. Anônimo1/8/17 07:36

    Caracas!!! Mitou!!!

    ResponderExcluir
  2. Por isso o Brasil tem corrupção...

    ResponderExcluir
  3. O brasileiro e sua mania de admirar babacas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel Victor Maltez25/2/18 17:45

      Não enxergo o cidadão como babaca, pelo contrário, o rapaz teve que buscar uma alternativa já que o Estado busca atrapalhar o trabalhador.

      Excluir
    2. E como ficam as pessoas que moram perto desse bar? É justo que elas tenham suas rotinas atrapalhadas por conta desse cidadão? Essa lei existe para preservar a ordem pública e o descanso de todos.

      Excluir
  4. Previsto em lei, correto na sociedade, esse cidadão está totalmente correto (segundo a constituição da sua cidade) e louváveis são suas atitudes com o mundo da pinga!

    ResponderExcluir
  5. O problema do brasil são os brasileiros!, é lei é sempre burlada e não respeitada, o estado é eleito pelo povo, e povo quer sempre tirar vantagem de algo, entendam é um circulo vicioso.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!