Juiz baiano impõe multa às escolas que não executarem hino nacional semanalmente

Um comentário
goo.gl/TnHW1E | Em ofício circular para as escolas de Olindina e Crisópolis, na Bahia, o juiz substituto José de Souza Brandão Netto, da comarca de Olindina, determinou o cumprimento da lei 5.700/71 - lei dos símbolos nacionais - que obriga a execução do hino nacional uma vez por semana em escolas de ensino fundamental públicas e privadas. A escola que descumprir a determinação poderá pagar multa.

Segundo o juiz, esta não é a primeira vez que ele determina a medida. Ele já havia determinado em outras comarcas do Estado em anos anteriores.

A lei Federal determina que haja execução do hino uma vez por semana nas escolas públicas e privadas. Isso já foi comunicado para a secretaria de educação e agora os agentes de Proteção da Infância e Juventude vão investigar se isso está acontecendo."

Confira a íntegra do ofício.

____________

Comarcas de Olindina-BA, 03/07/18.

Ofício circular para as Escolas de Olindina e Crisópolis-BA

Senhor(a) Secretário(a) de Educação

Conforme previsto na Portaria da Justiça “Toque de Estudo” e na Lei Federal 12.031/09, solicito de V.Sa que comunique aos Diretores de Escola e Professores do ensino fundamental para executar, semanalmente, o hino nacional, nos dias de segunda-feira, ou em outro dia útil mais adequado para a Escola.

Quem não cumprir com dever acima pode ser responsabilizado na forma da Lei 5.700/70, que tem a seguinte redação:

“ Art. 35 - A violação de qualquer disposição desta Lei, é considerada contravenção, sujeito o infrator à pena de multa de uma a quatro vezes o maior valor de referência vigente no País, elevada ao dobro nos casos de reincidência.

Art. 39. É obrigatório o ensino do desenho e do significado da Bandeira Nacional, bem como do canto e da interpretação da letra do Hino Nacional em todos os estabelecimentos de ensino, públicos ou particulares, do primeiro e segundo graus.

Parágrafo único: Nos estabelecimentos públicos e privados de ensino fundamental, é obrigatória a execução do Hino Nacional uma vez por semana. (Incluído pela Lei nº 12.031, de 2009).”

Certo da sua colaboração e parceria com as ações do Poder Judiciário, agradecemos antecipadamente.

Atenciosamente,

JOSÉ DE SOUZA BRANDÃO NETTO

Juiz SUBSTITUTO

Fonte: Migalhas

Um comentário

  1. Concordo com o Magistrado e fico triste que tenha que usar da caneta para que ao menos o hino nacional seja ouvido pelo brasileiros, algo tão normal para outros povos e tão negligenciado por nós. Acredito ser uma ferramente para a construção de um sentimento patriótico que num dado momento de maturidade possa fazer o devido enfrentamento do que venha a ser brasileiro e desse ponto reconstruir essa identidade.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!