Advogada é agredida por ‘colega’ dentro de fórum em Mato Grosso; veja vídeo

Nenhum comentário
goo.gl/t5huUo | A advogada Flaviane Ramalho dos Santos registrou o momento em que sofreu agressão do também advogado João Alcir Rodrigues Vargas, dentro do Fórum de Comodoro (644 km de Cuiabá), hoje. Nas imagens, o advogado aparece exaltado falando com uma 3ª pessoa e ao perceber a gravação parte para cima de Flaviane. Além de agredi-la fisicamente, o homem também profere xingamentos contra a advogada.

De acordo com a Polícia Civil, o agressor foi conduzido pela Polícia Militar até a delegacia. No entanto, a assessoria não quis informar se ele ficou preso ou foi liberado após o registro da ocorrência. Informou apenas que o caso depende de representação da vítima para que seja dado andamento às investigações.

Ainda não há informações do motivo do desentendimento entre ambos.

No site da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB) consta que Flaviane encontra-se com o registro profissional suspenso.

A advogada já esteve envolvida em outras polêmicas, que inclui uma condenação por incriminar uma colega de profissão e uma denúncia contra um juiz por assédio moral e sexual. Em março de 2017, Flaviane teve a condenação de 1ª instância mantida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso para indenizar outra advogada em R$ 30 mil.

Já a denúncia contra o magistrado veio à tona em outubro de 2016, ao ser protocolada junto à Corregedoria-Geral de Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT). Segundo Flaviane, o juiz João Filho de Almeida Portela agia de forma a para forçá-la a manter relações sexuais com ele em troca de decisões favoráveis em processos. As investigações correm sob sigilo.

A OAB-MT informou que tem conhecimento sobre o fato ocorrido no Fórum de Comodoro e que está acompanhando o caso. Sobre a situação da suspensão do registro profissional de Flaviane não houve retorno até a publicação desta matéria. A assessoria de imprensa informou que vai divulgar uma nota sobre o assunto.

Veja o vídeo abaixo



Só Notícias/Gazeta Digital
Fonte: www.sonoticias.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!