Acompanhe o novo site direitonews.com.br

Advogado e ex-professor universitário é preso suspeito de envolvimento com tráfico de drogas

Nenhum comentário
http://goo.gl/H36DXp | O advogado e ex-professor universitário José Cabral Dias, chefe de gabinete do vereador Helio Godoy (PRB), foi preso na quinta-feira (15) suspeito de envolvimento em um esquema de tráfico de drogas na região de Sorocaba. Cabral foi detido na delegacia de Itapetininga, após se apresentar como advogado de um dos presos na mesma operação realizada pela Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Itapetininga. Além dele, outras quatro pessoas estão presas.

As unidades da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Sorocaba e de São Paulo trabalham na defesa de Cabral. Segundo um dos advogados do suspeito, Anselmo Bastos, a prisão, além de ter sido arbitraria, ocorreu quando ele exercia a profissão.

Conforme registrado no boletim de ocorrência, a investigação sobre o grupo começou em agosto deste ano, após a prisão de três mulheres por tráfico e associação a uma facção criminosa. Na investigação, os policiais apuraram que a maconha e a cocaína apreendida com as mulheres eram fornecidas por Fernando Santos Silva, também conhecido pelos apelidos de Gu e Gordo. Conforme as investigações avançaram, descobriu-se que ele agia em associação com Cabral.

Os dois foram apresentados pelo mecânico Zenilton Francisco de Sousa, 36 anos, a Wagner de Sousa Nunes, o Gordinho, de 30 anos. O irmão deste último, Vilton César de Souza Nunes, também está envolvido no caso, conforme a polícia. Segundo apurado pela Dise, os cinco passaram a atuar de forma conjunta no tráfico de drogas, cada um com sua função. Wagner seria o responsável por adquirir os entorpecentes, Zenilton pelo transporte e Vilton pelo depósito. Fernando e Cabral seriam encarregados de negociar e vender as drogas a outros traficantes.

Prisões 

O primeiro mandado de busca domiciliar e prisão temporária foi cumprido na última quarta-feira (14), quando Fernando foi preso. Já na quinta-feira (15) os policiais cumpriram mandados de busca e, como encontraram drogas, os demais foram presos em flagrante, incluindo Cabral.

A primeira busca ocorreu na casa de Wagner, no bairro Cajuru, onde foram apreendidos um telefone celular e uma caderneta com informações sobre a movimentação financeira do tráfico. Os policiais continuaram as buscas no mesmo bairro, na casa de Zenilton, e não encontraram nada de interesse policial. Já no lava-rápido de propriedade dos irmãos Wagner e Vilton, no Jardim Turmália, encontraram cinco tijolos de maconha no lixo e mais de 50 munições de arma de fogo.

Wagner, Vilton e Zenilton receberam voz de prisão e os investigadores seguiram para a Câmara de Sorocaba, onde pretendiam prender Cabral. Quando aguardavam a chegada do investigado, foram informados que ele estava na delegacia de Itapetininga, como defensor de Fernando. Após receber voz de prisão, a Ordem dos Advogados do Brasil foi informada.

Exonerado 

Em um comunicado enviado à imprensa na manhã desta sexta-feira, o vereador Helio Godoy informa ter decidido exonerar sumariamente Cabral, que, desde fevereiro de 2015 chefiava seu gabinete. O vereador se disse perplexo com a notícia sendo Cabral "pessoa capacitada e reconhecida na sociedade", nas palavras do parlamentar.

O advogado constitucionalista é também ex-diretor geral da Câmara Municipal, ex-professor universitário, ex-assessor do ex-vereador João Donizete e participante ativo da bancada de comentaristas da rádio Cacique e da TVR."A notícia veio como uma notícia de morte de alguém muito próximo, tamanha a perplexidade, visto nunca ter ouvido notícias sugerindo o envolvimento de um advogado com o seu cliente, já que Cabral mantinha um escritório de advocacia na cidade", afirmou Godoy.

Na manhã desta sexta-feira (16), o vereador se reuniu com o presidente do Legislativo, Gervino Gonçalves, para protocolar ofício solicitando a exoneração do funcionário.Cabral Dias ingressou no ano de 1993 no gabinete do vereador João Donizete, até o ano 2000. Depois assumiu o cargo de diretor-geral por vários anos, completando cerca de 10 anos de serviços prestados.

Fonte: jornalcruzeiro.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!