Delegado da PC é preso acusado de roubo, extorsão e falsidade ideológica

Nenhum comentário
goo.gl/Hrt2rU | O delegado Arthur Ferreira dos Santos foi preso durante uma operação da Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) e do Centro de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira (9). Um mandado de prisão temporária foi cumprido contra ele, que é acusado de roubo, extorsão e falsidade ideológica.

Ferreira foi preso na 7ª Delegacia (Rio Vermelho), quando estava trabalhando. Ele atuava em horário administrativo há mais de dois anos. Em nota, a Polícia Civil afirmou que o delegado ficará custodiado na carceragem da Correpol, na Avenida Juracy Magalhães, também no Rio Vermelho.

De acordo com informações de uma fonte ligada à investigação, Ferreira teria furtado uma moto na delegacia onde trabalha e, além disso, também teria roubado vários celulares da marca Iphone de um empresário. Ainda segundo a fonte, o delegado também já vem respondendo outros desvios de conduta.

O CORREIO tentou ter acesso ao histórico do delegado, no entanto, a assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que não poderia passar as informações porque o prédio onde a área de recursos humanos do órgão funciona estava sem rede durante toda a tarde desta sexta.

A Associação dos Delegados da Polícia do Estado da Bahia (Adpeb) disse que Arthur não é filiado à entidade e que, por conta disso, não "ia falar em nome dele".

Surpresa?


Quem trabalha com Ferreira ficou surpreso com a notícia da prisão. Um dos funcionários do local, que preferiu não se identificar, disse que o delegado “sempre agiu corretamente".

Outro funcionário da delegacia disse que não ia comentar o caso por causa da gravidade da situação. “Vai que o assunto seja grande... Qualquer palavra errada pode comprometer", afirmou.

Já quem frequenta a rua onde a delegacia funciona não está tão surpreso assim. Um trabalhador da região disse que essas notícias “são cada vez mais comuns”. “Oxe, a gente tá vendo ex-presidente... Imagine delegado? É uma roubalheira só esse país”, comentou.

Por Milena Teixeira
Fonte: www.correio24horas.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!