Tabela de honorários da OAB e a realidade na advocacia - Por Adriana C. de Paula Gonçalves

4 comentários
goo.gl/Uc7APC | Essa semana me deparei com um caso que me deixou pensativa, ao responder uma dúvida de um cliente no EO do jusbrasil, fiquei preocupada com a reação do mesmo, ao dizer que para analisar mais profundamente o caso (seria necessário a análise de documentos), teria que agendar uma consulta no escritório, primeiramente veio o susto do cliente "como assim agendar consulta? Você vai me cobrar para esclarecer uma dúvida?", enfim, o cliente sumiu (risos), ai fico pensando, seria uma questão cultural do brasileiro achar que o advogado deve esclarecer dúvidas de graça?, vejam bem, as dúvidas do cliente são nosso trabalho, então nada mais justo que cobrar, até porque muitas vezes, e isso já aconteceu comigo, o cliente resolve o problema dele apenas com o esclarecimento do advogado, então porque não pagar??

E diante desse pensamento me veio outra questão, a tabela de honorários mínimos da OAB/SP cobra R$357,23 por uma consulta simples e R$765,50 por consulta de análise de documentos, na minha humilde opinião muito justo por sinal, mas, seria algo dentro da realidade do nosso país? Como uma advogado no inicio de carreira vai conseguir cobrar tais valores?, claro que deve haver bom senso em tudo nessa vida, se a causa do cliente é de R$200,00, não dá para cobrar esses valores por uma consulta, mas, independente disso, a minha maior questão é porque para um médico, as pessoas pagam altos valores sem nem questionar, imagine se o tratamento fosse o mesmo, chegar ao consultório médico e dizer: " O Drº vai me cobrar só para dar uma olhadinha em mim???, bom eu nunca vi isso acontecer , o advogado iniciante hoje, que decide trabalhar de forma autônoma, e não se submeter a trabalhar em grandes escritórios para ganhar valores ainda mais insignificantes, passa por diversas dificuldades diárias, a captação de clientes, que é difícil como todos sabemos, as dificuldades no processo, que todo inciante passa pela pouca experiência que tem, as dificuldades econômicas, enfim, nem dá para dizer todas sem ficar deprimida (risos), a tabela de honorários é um norte para a cobrança na advocacia, porém na minha opinião a OAB deveria investir mais em conscientização não somente dos advogados para que cobrem, na medida do possível, tais valores, evitando assim as cobranças de valores alvitantes que desmerecem e desprestigiam a profissão, mas, principalmente uma conscientização da população, para que entendam que advogado não vive de sonhos, como qualquer outro precisa de dinheiro para pagar as contas e viver.

A carreira na advocacia é uma carreira de fortes e sonhadores, que buscam a justiça aos seus clientes, é uma carreira de apaixonados pelo direito, que não medem esforços para solucionar os problemas daqueles que os procuram, eu particularmente, amo o que faço, tanto que nem sinto como um trabalho, uma obrigação, é demasiadamente prazeroso, e ficaria extremamente triste de ter que abandonar a carreira autônoma para advogar em um grande escritório em busca de uma remuneração baixa, porém constante, espero que a visão da advocacia mude com o passar dos anos, para que possamos ter um orgulho ainda maior da nossa classe, fica o desabafo!

Por Adriana C. de Paula Gonçalves
Fonte: Jus Brasil

4 comentários

  1. A advocacia agoniza Dra., é uma triste realidade. Claro que grandes escritórios estão pouco se importando com a realidade dos pequenos, entretanto, a grande maioria não é grande e sofre as consequências de CEJUSC's, Defensorias, JEC's, plataforma digital e outras formas alternativas e gratuitas oferecidas por um Estado que não se importa nem um pouco com o direito, apenas quer se livrar do ônus de resolver a questão. A OAB que deveria nos representar ao revés fica se imiscuindo em questões políticas, mas não sem antes nos esfolar com uma anuidade escorchante. A mim a questão se afigura assim, ou consigo crescer. advogar para empresas ou tenho de fazer outra coisa da vida.

    ResponderExcluir
  2. Gostei...
    Outro site muito bom para baixar livros de direito é o https://centraldoaluno.com/direito

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. A advocacia é ainda muito incompreendida pelos clientes e principalmente das pessoas que chegam pra “tirar uma dúvida ” (consulta), pedir um favorzinho “simples” (ir em locais administrativos e judiciários pra “apenas” acompanhar ou ver o que ele tem que fazer, etc... Realmente é necessária uma cartilha ou acompanhar a realidade dos advogados (AS) que tem dificuldade em serem compreendidos e reconhecidos monetariamente com a mês.a justiça que tanto todos defendem. Vivemos de honorários . É verba alimentícia . É Nosso “ganha pão” onde colocamos todo nosso esforço pra garantir o direito dos cidadãos(ãs) e deixar em ordem a vida do próximo enquanto a nossa está ficando pra último plano.
    Amo a Advocacia. Trabalho com amor. Mas...
    No mundo de hoje até pra respirar se paga! E tenho dito. OAB FEDERAL SE MANIFESTE RIGOROSAMENTE QUANTO A UMA FORMA EFICAZ DE SANAR ESSE GRANDE PERCALÇO EM NOSSAS VIDAS. Esclareça a população! Crie meios pra publicar tabelas unificadas ou de acordo com cada região e distribua! Lute pelas nossas prerrogativas, pelos tão merecidos honorários onde tantas vezes arriscamos nossas vidas!
    Humaniza OAB E GOVERNANTES! Sem advogada(os) não há Direito. Somos instrumentos essenciais à prestação jurisdicional !

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!