Honorários: Áudio de Presidente da OAB do Paraná repercute em todo Brasil!

3 comentários
goo.gl/uzmJMq | O advogado recebe a ligação de um escritório procurando correspondente para audiência de conciliação e o valor da diligência, ele prontamente responde: “é R$ 400,00 (quatrocentos reais), porque que é o valor de tabela da OAB”. A pessoa pergunta se ele não faz por um valor melhor, quando ele se identifica como Presidente da OAB/PR – subseção de Wenceslau Braz, Ricardo Santos Lobo, informando ter conhecimento da oferta aos advogados e das providências que tomaria. O presidente foi categórico ao afirmar que os advogados estavam cansados dessas propostas e que ninguém faria a audiência por valor menor, até que ela aceita contratá-lo e avisa que vai justificar para o financeiro sobre a prática na região de se observar a tabela da Ordem. (ouça o áudio no link abaixo)

ÁUDIO DO PRESIDENTE DA OAB/PR

A voz do presidente da OAB de Wenceslau Braz ecoou por todo o Brasil, justamente porque retrata o diaadia da advocacia cada vez mais aviltada por grandes escritórios, empresas e pelos próprios colegas de profissão ao oferecerem valores muito abaixo do mínimo da tabela da OAB. Sua postura firme e intransigente não se tratou de ato em benefício próprio, mas de toda classe ao informar que estava monitorando o referido escritório e que os advogados da sua região não aceitariam o que estava sendo proposto. A surpresa da atendente é levada a seus superiores, a nova pratica seria que os advogados cobram o mínimo da tabela e eles teriam que pagar ou ficariam sem representante para a audiência.

Esse diálogo demonstra a importância da união dos advogados na defesa de seus honorários e de suas prerrogativas para a valorização da profissão de tempos idos. A manifestação pessoal de cada advogado em não aceitar esse tipo de proposta é essencial na mudança de paradigma, no olhar que o mercado tem da advocacia brasileira e, por este motivo, os advogados que tomaram conhecimento do áudio do Presidente da OAB se sentiram representados, cujo final não poderia ter sido mais apropriado, pois ele foi contratado pelo valor da tabela da Ordem, realizou o ato e doou o valor da diligência para a APAE local.

“Eu não esperava que o áudio tomasse a proporção que tomou, recebi ligações, mensagens de WhatsApp e e-mails de colegas de todo Brasil. Sinceramente espero que os advogados e advogadas revejam seus conceitos relativos aos honorários advocatícios, em especial aqueles praticados pelos advogados correspondentes!”, disse o Presidente, Ricardo Lobo.

É necessária uma campanha nacional de valorização dos honorários em todas as seccionais e subseções, bem como o monitoramento e a representação contra aqueles que atentem contra a dignidade da profissão, pois é preciso conscientizar o advogado, primeiro defensor da sua própria classe, e o enfrentamento desse problema pelos órgão de fiscalização da OAB.

_______________________________

Por João Leandro Longo - Formado em Direito pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci em 2017. Aprovado no XXIII Exame de Ordem enquanto cursava o 9º período do curso; Aprovado no concurso do INSS 2015/2016 - Técnico; Aprovado no concurso da PC-SC 2017 - Escrivão; Possui amor ao desafio e vê o estudo como uma forma de autoconhecimento e crescimento profissional. Apaixonado pelo conhecimento jurídico, psicológico e científico. *Aguardando registro na Ordem dos Advogados do Brasil. *Experiência em Direito Previdenciário.
Fontes: OABSJP.ORG.BRJus Brasil

3 comentários

  1. Pois bem, se tem uma tabela que fixa valores mínimos a ser seguido, se tem uma lei próprio sobre a profissão exercida ou a ser exercida, ao optar por tal profissão, já sabe dessa lei, então, lei é pra ser seguida, principalmente por se tratar de lei que regulamenta determinada função, sendo o nosso caso, nesta linha de idéias, o correto é certo é respeitá-la, mesmo sendo contra, até porque, não devemos ter olhares, voltados unicamente para nós próprios, sim para a coletividade, respeito à classe e a lei de regência (tabela da OAB ), sou contra quem cobra menos que a tabela, por união a classe, e valorização da advocacia.
    Hércules Alves Peixoto
    OABMG 114612
    Advogado em Patrocínio MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porém, sou a favor de uma tabela diferenciada para as subseções do interior, porque a renda percapta da população interiorana é diferenciada das Capitais!!!
      Hércules Alves Peixoto
      OABMG 114612
      Advogado em Patrocínio MG

      Excluir
  2. You wrote it very well, it is very nice to read this.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!