Advogada é condenada por desacatar servidora pública e chamá-la de burra e incompetente

Nenhum comentário
goo.gl/MLdNyH | A 4ª Turma de Recursos, sediada em Criciúma, manteve sentença da comarca de Tubarão que condenou advogada pela prática de desacato.

O acórdão, da lavra da juíza Ana Lia Moura Lisboa Carneiro, acompanhou a sentença para reconhecer que a causídica dirigiu palavras aviltantes contra servidora no exercício de suas funções, ao chamá-la de “burra” e “incompetente”.

Desta forma, entenderam os magistrados, ficou caracterizado o crime contra a administração pública imputado.

A ré foi condenada pela prática do crime previsto no artigo 331 do Código Penal, à pena privativa de liberdade de seis meses de detenção, em regime aberto.

Todavia, a reprimenda foi substituída por pena restritiva de direitos consistente em prestação de serviços à comunidade por igual prazo.

A decisão foi unânime.

Fonte: radiohulhanegra.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!