Respira, Inspira e não pira: você é um Advogado com Copa do Mundo e tudo! Por Fátima Burégio

Nenhum comentário
goo.gl/UPGzUs | Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito, eu sei que o senhor também deve apreciar, pra caramba, um bom futebol.

Não adianta tentar fazer bicos, menear a cabeça e dizer o contrário.

O negócio, Douto Magistrado é que eu também gosto.

Assim, por fatalidade do destino e nítida ‘implicância’(hahahaha) dos terminais do TJ, várias audiências minhas foram sorteadas justamente para os dias em que terão jogos da seleção brasileira.

De fato, eu também sei que quem tem sorte no amor, não tem sorte nos jogos. Tudo bem que eu não tenha sorte nos jogos, pois tenho sorte no amor, mas não queria ter tido a sorte de ver minhas audiências agendadas para os dias ou vésperas de jogos da Copa do Mundo!

Note, Douto Magistrado, o mundo mudou!

A mulher moderna curte futebol, vai aos estádios, grita goooooollllll e usa adereços.

Também sei que nem sempre foi assim.

Sou da geração anterior, sou do Século XX, tempo em que a mulher que gostasse de futebol era ‘má afamada’, pois futebol era atividade exclusivamente masculina.

Sabe mais, Excelência, acredito que desde tenra sempre tive essa ‘má fama interior’, pois ficava dentro de casa jogando futebol às escondidas quando a tropa de elite (meus pais) saiam de casa.

Embaixadinhas x Escondidinhas




Mil escusas pela ousadia, pois sei que estou diante de uma Autoridade, mas permita-me contar um segredo, Excelência: antes da Milene Domingues fazer sucesso com as embaixadinhas, eu já fazia bonito e bem escondidinha, sabia?

Pois é...

Agora sou uma Advogada, alguns processos meus caíram por ‘sorteio’ na Comarca que Vossa Excelência responde e, curiosamente muitas delas foram sorteadas para o mês de junho e outras estão programadas para meados de julho de 2018: em plena Copa do Mundo, Excelência!

Ins-pira, Res-pira e Não-PIRA!


Falei para o meu computador:

- Você tá de brincadeira comigo, seu cabra???

Ins-pirei, res-pirei e quase PIREI ao olhar minha agenda nos meses junho e julho de 2018, Douto Julgador!

Agora eu clamo:

- Julgue as causas dos meus clientes, mas julgue também minha sinceridade expressa em laudas, se, entre uma Petição e outra, entre uma Manifestação e outra, entre um Recurso e outro, em meio a uma Alegação Final, eu, deliberadamente, brade: - É gol, é gol, é gol, Brasil!!!

_________________________

Por Fátima Burégio
Especalista em Processo Civil, Responsabilidade Civil e Contratos
Dra Fátima Burégio, Advogada, Banca Burégio Advocacia em Recife-PE, Especialista em Processo Civil pelo Instituto de Magistrados do Nordeste, atuante em Direito Civil, Pós Graduada Responsabilidade Civil e Contratos pelo Rio Grande do Sul, formada em Conciliação, Mediação e Arbitragem pelo INAMA. Curso Defesa do Consumidor pelo Instituto Luiz Mário Moutinho, Curso de Combate à Corrupção MPPE. Cursando Pós Graduação em D.Trabalho e Previdência pelo IMN, Cursando Prática Cotidiana em D.Família e Sucessões pela OAB Federal e ENA. Atua na área Cível, Família, Consumidor, Empresarial, Previdenciário, Trabalhista, Contratos, Obrigações, Propriedade, e Responsabilidade Civil. buregioadvocacia@outlook.com Fone/Wpp 81-99210-1566 Site https://fatimaburegioadvocacia.wordpress.com
Fonte: Jus Brasil

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!