Professor de universidade em Goiás é demitido após formular prova com teor homofóbico

Nenhum comentário
goo.gl/yCCSs1 | O professor que formulou e aplicou uma prova com teor homofóbico para uma turma do curso de medicina, foi exonerado pela Universidade de Rio Verde (UniRV), localizada na Região Sudoeste de Goiás. A exoneração ocorreu nesta quarta-feira (27/06) e assinada pelo reitor da universidade, Sebastião Lázaro Pereira. A instituição só foi informada sobre o caso após denúncias anônimas de alunos.

Universidade de Rio Verde (UniRV)

O enunciado da questão dizia que o paciente Davi, de 24 anos, estava com abscesso na nádega “e seu noivo serelepe, ao ver aquele quadro horroroso, ficou tresloucado e furou o abscesso com espinho de limoeiro em um movimento rodopiante de bailarino, imitando um beija-flor”.



Questão de prova com teor homofóbico

O professor não teve sua identidade revela. Por meio de uma nota a instituição informou a exoneração do professor e disse que “repudia veemente a atitude do professor e destaca que esse comportamento isolado não reflete o pensamento da instituição”.

Ainda segundo a nota, a universidade fala que luta pela pela dignidade da pessoa e veta quaisquer discriminações filosóficas, políticas, religiosas, raciais, de gênero ou classe. Por fim, a UniRV alegou que busca “difundir os valores éticos e de liberdade”, respeitando sempre os “princípios de respeito e valorização às diferenças”.

Por Gislaine Xavier
Fonte: www.dm.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!