Sem registro: mulher que se passava por advogada é presa por falsificar documentos

Nenhum comentário
goo.gl/F9XUig | Uma mulher que se passava por advogada, mesmo sem tem graduação nem registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), foi presa suspeita de falsificação de documentos públicos. A prisão ocorreu nesta terça-feira (17) em Campina Grande e foi confirmada pela Polícia Civil.

Segundo a Delegacia de Repressão a Defraudações e Falsificações da Polícia Civil, a funcionária pública que foi flagrada em poder de diversos documentos públicos falsificados, dentre os quais escrituras públicas, formulários de atestado médico e diploma de curso superior.

A prisão ocorreu durante busca em uma casa no bairro de Santo Antônio, Campina Grande. A mulher já estava sendo investigada por falsificação de registro civil. No imóvel também foi apreendido computador com diversos arquivos relacionados aos documentos falsificados.

A Polícia Civil também destacou que a mulher presa já foi funcionária de cartórios, mas atualmente atuava de forma irregular como advogada. Na ação também foram apreendidos cartões de divulgação, contratos de honorários advocatícios e fichas de acompanhamento de processos em seu nome.

Fonte: g1 globo

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!