Advogado é preso com celular escondido em caderno tentando entrar em penitenciária

Nenhum comentário
goo.gl/dWQf5N | O advogado, de 44 anos, foi preso por agentes penitenciários, hoje de manhã, tentando entrar na Penitenciária Central do Estado (PCE) com um celular escondido em um caderno. De acordo com informação do Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso, possivelmente o aparelho seria entregue para seu cliente que cumpre pena no raio 3 da unidade.

O advogado já havia sido preso em outubro de 2017, acusado de mostrar as partes íntimas para mulheres nas ruas em Tangará da Serra (239 km de Cuiabá). Na época, um tenente da Polícia Militar informou que duas vítimas registraram boletim de ocorrências, mas pelo menos 10 relataram que o jurista estava mostrando as partes íntimas para quem passava por ele. “As vítimas estavam em bairros diferentes da cidade. As informações eram que um rapaz, em uma caminhonete prata estaria mostrando suas partes íntimas em via pública, desde às 6h da manhã, inclusive se masturbando”,

“Ele se identificou com a carteira da OAB de Rondônia, afirmou ser advogado e disse que não é de Tangará”, acrescentou o tenente, anteriormente.

Na ocasião o advogado foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por ser considerado uma infração de menor potencial ofensivo e foi liberado, junto com a caminhonete com placas de Cerejeiras (RO).

Fonte: Redação Só Notícias (foto: assessoria)

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!