Discurso de Formatura – Dicas para Apresentação em Público - Por Livia Bello

Nenhum comentário
goo.gl/LaVU2c | Ser o orador da turma – e, consequentemente, se responsabilizar pelo discurso de formatura – é uma grande honra para os estudantes. Geralmente, o aluno escolhido para esse papel é alguém que, por diversos motivos, se destacou ao longo dos anos com a turma e é visto como quem pode representar seus colegas nesse dia tão especial.

Por ser um dos momentos mais esperados da formatura, o discurso do orador tem uma importância enorme. Sendo assim, os oradores precisam dedicar tempo para preparar seus discursos, driblando o nervosismo e aprimorando suas habilidades de comunicação.

Você será (ou quer ser) o orador da sua turma? Veja algumas dicas para esse tipo específico de apresentação em público!

1. Prepare o seu discurso com tempo


O discurso de formatura, quando bem feito, será lembrado por alunos e professores por muito tempo. Mas, para que esse discurso seja realmente bom, é preciso prepará-lo com antecedência.

Pense em tudo o que você gostaria de falar para os seus colegas, professores, pais e funcionários durante o discurso. Defina qual será o tema central da sua fala e, principalmente, qual é o seu objetivo ao transmitir determinada mensagem.

Por exemplo: se o seu objetivo é destacar o carinho e a amizade entre os alunos, conte histórias sobre a turma. Se a intenção é pensar no mercado de trabalho, traga dicas e opiniões de quem já atua na área e que serão úteis para seus colegas.

Com essas definições em mente, é fundamental investir tempo para redigir um bom texto, com rigor em relação à escrita, à gramática e à clareza das suas ideias.

2. Aposte na emoção


Seja qual for o enfoque e o objetivo principal do seu discurso, lembre-se que a formatura é uma ocasião muito emotiva, já que celebra anos de dedicação e uma trajetória significativa para as pessoas.

Por isso, não tenha medo de colocar emoção no seu discurso: aliás, essa estratégia comunicacional é uma das formas de fazer com que o discurso seja tocante, inspirador e inesquecível para as pessoas.

Para se inspirar, uma boa ideia é assistir a alguns vídeos de oradores de formatura, especialmente nos Estados Unidos, em que a importância para discursos desse tipo é bem grande.  Identifique como a emoção está presente nessas falas e tente se espelhar nisso para planejar o seu próprio discurso!

3. Esteja atento para a organização da sua fala


Se bem é verdade que um discurso de formatura pode adotar um tom menos formal e mais espontâneo, é importante organizar a sua fala para que os outros realmente entendam tudo o que você quer dizer. Além disso, estruturar o seu discurso é uma forma de evitar repetições de ideias – cuidado essencial para uma boa apresentação e/ou discurso.

Um modelo bastante eficaz para discursos de formatura é o que se divide em três tópicos. A introdução, em que o orador agradece a presença dos convidados, homenageados, familiares e formandos. O desenvolvimento, com a apresentação da turma e o desdobramento do tema central que move seu discurso. E a conclusão, que, geralmente, aborda as implicações da nova etapa para os alunos, numa abordagem sobre a perspectiva do futuro da turma e o impacto que a trajetória finalizada trouxe para esse futuro.

4. Pratique o seu discurso para amigos ou familiares


A melhor forma de verificar se um discurso está claro e interessante é ouvindo a opinião de outras pessoas. Por isso, mostre o seu discurso para alguém de sua confiança, veja o que está bom e o que precisa melhorar...

Outro item essencial é praticar o seu discurso com antecedência. Mesmo que a maioria dos discursos sejam lidos (e não memorizados), estar familiarizado com as palavras e a estrutura da sua fala faz com que sua performance seja muito melhor.

Dedique um tempo para praticar a sua fala, quantas vezes forem necessárias. Identifique cacofonias, parágrafos muito longos e faça alterações que pareçam ser convenientes.

5. Lembre-se que a comunicação também está na linguagem não-verbal


Quando o orador está lendo o seu discurso, todas as atenções estarão nele. Mas enganam-se aqueles que pensam que as pessoas prestarão atenção apenas no conteúdo da fala: elas também notam outros aspectos, como a postura e a forma de gesticular.

Sendo assim, quando o seu discurso já estiver escrito e revisado, procure pensar também nos aspectos não-verbais da sua performance. Pense em como estará a sua postura, crie alternativas para manter contato visual com o público e em como irá gesticular. Tudo isso importa!

Por Livia Bello
Fonte: www.thespeaker.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!