Advocacia: O Direito admite, mas o comportamento demite! Por Thaiza Vitoria

Nenhum comentário
goo.gl/D3N2VV | A maioria das perdas de contratos jurídicos ocorrem por falha de desempenho e conflitos relacionais, todavia, curiosamente, 79% dos advogados priorizam os cursos jurídicos quando decidem melhorar na carreira.

O Direito é uma ferramenta intrínseca ao trabalho do advogado, mas não determina, por si só, o seu sucesso, isso porque a maior queixa dos advogados se refere a gestão profissional, e não a insegurança acadêmica.

Conheço muitos advogados, com excelente formação, que depois de tentarem advogar por vários anos, desistem e vão trabalhar em outras funções, abrindo mão do sonho de uma vida, carregando essa frustração em silêncio por anos a fio.

Por outro lado, a maioria dos advogados não conseguem se manter produtivos, e ainda não se deram conta do estrago que a falta de organização causa em suas vidas.

Compulsivos por doutrinas e cursos de extensão, normalmente não conseguem tempo para colocar em prática as informações acessadas, e ai vem a insegurança de atuar, de prospectar e de se posicionar no mercado.

Quando você atrasa um prazo, salvo raras exceções, o seu chefe/cliente não contesta a sua capacidade jurídica, ele pensa que você é inconsequente, irresponsável e sem comprometimento, considerando imediatamente a sua substituição.

Mas o fato é que ainda confundimos falta de autogestão com imperícia jurídica, afinal, parece que tudo além do direito ainda é periférico, mas como eu disse no começo da nossa conversa, o DIREITO ADMITE, MAS É O COMPORTAMENTO QUE DEMITE.

Na vida pessoal, se você se atrasa ou ESQUECE seu jantar de aniversário de casamento, sua esposa NÃO PENSA que você está se sacrificando pela família trabalhando até mais tarde, ela pensa que você não a valoriza, nem a considera.

Pior do que isso é se você se atrasar para a apresentação dos filhos na escola... Como eles não têm a maturidade de pensar que o papai ou a mamãe é desorganizado no trabalho, eles pensam: “Ele (a) não me ama… O trabalho dele (a) é mais importante do que eu...”

Pois é, além do stress, a falta de autogestão faz com que o causídico perca o emprego, saúde, clientes, a confiança da sua família e sua autoestima.

Quando eu dou coaching para advogados, a maioria deles chega até mim prestes a desistirem de tudo, pois, infelizmente, antes de grandes perdas, eles não consideram olhar para além do Direito.

Eles são o que eu chamo de sobrecarregados sem método, que por mais que sejam comprometidos, competentes e extremamente honestos, não conseguem manter a produtividade e equilíbrio ao mesmo tempo.

Quando perdemos o controle da gestão pessoal, perdemos velocidade, perdemos alcance, perdemos lucro, perdemos paz de espírito, perdemos a confiança das pessoas e tudo mais que uma vida organizada pode nos proporcionar.

Na verdade, trabalhar sem autogestão é como se nós, erroneamente, passássemos a impressão de que não trabalhamos o suficiente, estamos sempre cansados, e que o mundo inteiro está contra nós.

E a vontade que dá é de congelar o tempo para a coisa não piorar. Acontece que um pouco mais de tempo não será capaz de resolver um problema de gestão.

Autogestão é uma competência, um hábito, e não uma tarefa, portanto, só poderá ser alcançada com autoconhecimento e ferramentas de produtividade.

Pense bem, sabemos que sem o conhecimento jurídico você não terá condições de atender ninguém, mas lembra daquele seu cliente “super satisfeito”?

Em que momento ele pediu para ver o seu certificado de pós-graduação?


Agora pensa no seu pior cliente, naquele mais insatisfeito...

O que ele alegou para romper a relação de vocês ou mesmo para denegrir a sua imagem?


Dificilmente você vai me contar alguma coisa que não tenha a ver com comportamentos, e estes, por sua vez, sempre serão expressões do seu sistema mental/ emocional.

E é apenas nesse ponto que você tem total controle, total domínio.

E se você já não aguenta mais ver sua vida travada, e está disposto a dar um basta definitivo nisso tudo, descobrindo como ser altamente produtivo, então comece a estudar sobre autogestão emocional.

Mapeando a sua mente você poderá avaliar de forma madura o que não está gerando resultado, e discernir o que é importante do que é insignificante para alcançar seus objetivos.

Somente com autogestão você vai conseguir tempo pra fazer o seu escritório crescer, para estudar, escrever livros e artigos, viajar com quem você ama, fazer maratonas Netflix sem culpa e viver com mais satisfação.

Como o próprio nome indica, a autogestão nada mais é do você se tornar seu principal gestor e você pode mudar isso com a metodologia certa!

Agora me conta nos comentários o que você tem feito para gerenciar melhor a sua rotina, eu ficarei agradecida em conhecer seu método.

Obrigada pelo seu tempo.

Thaiza Vitoria
Consultores de Advogados
Inteligência Emocional para Advogados e Estudantes ↪Comece GRATUITAMENTE por aqui↩ ⤵⤵⤵ http://thaizavitoria.com.br/
Fonte: coachingparaadvogados.jusbrasil.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!