Advogada que defende mulher agredida é perseguida por ex-marido da vítima

2 comentários
goo.gl/AZMYNr | A advogada alagoana Júlia Nunes Santos, campeã nacional de tiro esportivo, denunciou, nesta terça-feira,8, na Delegacia da Mulher, que está sendo vítima de ameaça e perseguição por parte do ex-marido de uma cliente.

Em vídeos recebidos pela Gazetaweb, o homem reconhece que agrediu a ex-esposa e tripudia da situação. Em outras imagens, o acusado se refere à mulher com palavras de baixo calão e conotação sexual.

De acordo com o áudio a que a Gazetaweb teve acesso, ao ser procurado por Júlia para falar sobre as medidas protetivas obtidas pela ex-esposa, o homem sugeriu que a advogada introduzisse o documento judicial no ânus e afirmou que, para ele, advogados e bandidos não têm diferença.

Júlia conta que as práticas abusivas do acusado não são isoladas. Segundo ela, como consta nos processos, ele filmava as relações sexuais com a mulher quando os dois ainda estavam juntos, sem que ela soubesse, e depois divulgava as imagens em um grupo de WhatsApp com outros homens, que também estão sendo processados. Ele já chegou a xingar a ex-companheira na presença de magistrados durante audiência.

Incomodado com a atuação da advogada, o acusado começou a persegui-la também. De acordo com Júlia, ele sabe seu endereço residencial e seu veículo. Ainda de acordo com ela, pesam contra o homem cinco pedidos de prisão. "Que mais provas precisam?", questiona. "Ele é louco até encontrar uma mulher que ele respeite, e essa mulher serei eu", declara a advogada.

De acordo com Júlia Nunes, na tarde desta terça-feira, 7, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional alagoas deve acionar o Ministério Público (MP/AL). Júlia Nunes disse ainda que vai acionar também a Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh).

Por Hebert Borges | Portal Gazetaweb.com
Fonte: gazetaweb.globo.com

2 comentários

Agradecemos pelo seu comentário!